Eletrocardiograma

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2512 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ

CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

DEPARTAMENTO DE BIOFÍSICA E FISIOLOGIA

DISCIPLINA: FISIOLOGIA PARA MEDICINA

PROF: SUZANA GALVÃO











PRINCÍPIOS DO ELETROCARDIOGRAMA










Raíza Valadares
Raquel Teixeira












NOVEMBRO/2010
INTRODUÇÃO






Como caracterizado por Singi (2001) a contraçãocardíaca é provocada pela periodicidade de despolarização e repolarização das fibras miocárdicas, o que gera um impulso transmitido através dos fluidos teciduais, como o fluido pulmonar, para a superfície corporal. Nesta, torna-se possível a captação de parte da corrente inicial, através de eletrodos dispostos estrategicamente na pele. Esta captação será registrada por um dispositivo especial deampliação dos sinais, o eletrocardiógrafo. Todo este processo de registro da atividade elétrica do coração é conhecido como eletrocardiograma (ECG).
Os resultados do ECG são expressões de processos fisiológicos, que podem e devem ser examinados sem possíveis referências a seu uso clínico. No entanto estes processos podem sofrer alterações, passando a ter no ECG um suporte auxiliar de diagnósticoclínico.
MATERIAL E MÉTODO










Utilizou-se um dispositivo especial denominado eletrocardiógrafo, provido de cabos e papel de registro suficiente. Conectou-se o cabo do paciente no eletrocardiógrafo e o aparelho na tomada correspondente à voltagem de alimentação, 220 volt. Acionou-se o avanço do papel pressionando a tecla REG, o qual foi parado pressionando-se a tecla PROT.Assim o aparelho ficou pronto para a obtenção do eletrocardiograma, sendo selecionada a opção automática do aparelho a qual seleciona de maneira automática e seqüencial todas as derivações a serem realizadas no exame.
Utilizando-se algodão embebido em álcool, fez-se a assepsia das faces anteriores dos punhos direito e esquerdo, das faces mediais dos terços distais das pernas, e da regiãopré-cordial do aluno voluntário posicionado em decúbito dorsal sobre a mesa apropriada.
No momento da assepsia da região pré-cordial foram demarcadas com o próprio algodão as áreas onde foi posteriormente inserido o eletrodo pré-cordial de maneira seqüencial. Nos punhos e nas pernas (terço dorsal), após aplicação de pasta condutora para eletrocardiografia na pele e em cada um dos eletrodos, estesforam colocados na seguinte distribuição: No braço direito colocou-se o eletrodo vermelho, no braço esquerdo utilizou-se o eletrodo amarelo, enquanto na perna direita usou-se o eletrodo preto e na perna esquerda ajustou-se o eletrodo verde.
Por fim pressionou-se a tecla automática do aparelho ocasionando na impressão do resultado eletrocardiográfico completo, ou seja, a realização de todasas derivações.
















































RESULTADOS





DERIVAÇÕES BIPOLARES DOS MEMBROS
Registraram atividade elétrica completa do coração, através da diferença de potencial gerada entre dois membros.


Gráfico 01: Eletrocardiograma do aluno obtido na derivação bipolar I





[pic]FONTE: LABORATÓRIO DE FISIOLOGIA DA FACIME. ALUNOS DE MEDICINA, 2º PERÍODO DE 2010.

Onda P: duração = 2mm; intensidade = 1mm
Complexo QRS: duração = 1mm; intensidade = 6mm
Intervalo PR: duração = 2,5mm
O eletrocardiógrafo registrou valor positivo, isto é, o valor situado acima da linha de voltagem zero do eletrocardiograma.

Gráfico 02: Eletrocardiograma doaluno obtido na derivação bipolar II








[pic]





FONTE: LABORATÓRIO DE FISIOLOGIA DA FACIME. ALUNOS DE MEDICINA, 2º PERÍODO DE 2010.






Gráfico 02: Eletrocardiograma do aluno obtido na derivação bipolar II








[pic]





FONTE: LABORATÓRIO DE FISIOLOGIA DA FACIME. ALUNOS DE MEDICINA, 2º PERÍODO DE 2010.

Onda P: duração =...
tracking img