Elementos de maquina

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 31 (7501 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Projetos Mecânicos

3 Ciclo de Mecânica

o

REDUTOR DE VELOCIDADE
Redutor de Velocidade são máquinas empregadas para se obterem grandes redução de transmissões, sem necessidade de recorrer a engrenagens de grandes diâmetros ou motoras de poucos dentes. Os redutores podem ser constituídos de engrenagens paralelas, cônicas e com cora e rosca sem-fim. Vejamos o exemplo de um redutor comengrenagens paralelas (dois pares de engrenagens).

Veja agora alguns exemplos de redutores de velocidade acoplado com motor.

- 1 - Prof. Eng. Mec. Claudinei Bigaton

Projetos Mecânicos

3 Ciclo de Mecânica

o

Os redutores podem ser de elevação de cargas ou movimento de translação Esquema de redutor com três pares de engrenagens para elevação de cargas:

dt
Nomenclatura:

n4, Mt4 z6n3, Mt3 n2, Mt2
Motor M Freio

Mtn= momento torçor
nos respectivos eixos

nn= rpm(rotação por

z5 z2 z1

z4 Ve z3
Figura 1

minuto) em cada eixo

F

Zn= no de dentes de
cada engrenagem

dt= diâmetro do tambor
de enrolamento

n1, Mt1

Ve=

velocidade elevação

de

Acoplamento

A finalidade do redutor de velocidade é diminuir a rotação (rpm) e aumentar o torque(momento torçor) na saída do redutor.

- 2 - Prof. Eng. Mec. Claudinei Bigaton

Projetos Mecânicos

3 Ciclo de Mecânica

o

RENDIMENTO NO REDUTOR
O rendimento (η) é dado por par de engrenagem e depois é considerado o rendimento nos mancais e em todo o redutor, tendo o rendimento total. Na prática consideraremos o seguintes valores: Rendimento das engrenagens:

ηe = 0,97

Mancais derolamento:

ηm = 0,98

O rendimento total no Redutor é dado pela seguinte formula: onde n = n de pares de engrenagens.
o

η t = ηn .ηn +1 e e

Exemplo: Redutor da figura 1 da pagina 1, determinar o rendimento total. Resolução:

RELAÇÃO DE TRANSMISSÃO
Tomando como exemplo a figura 1, a relação de transmissão é dada da seguinte forma:

1o Par de Engrenagens: forma:

i1 =

n1 z 2 = n2z 1

A redução Total do sistema é dada da seguinte

iT = i1 . i2 . i3

2o Par de Engrenagens:

i2 =

n2 z 4 = n3 z 3 n3 z 6 = n4 z 5

ou ainda:

3 Par de Engrenagens:

o

i3 =

i1 =

nentrada n 4 = n saída n1

Redução com ( n ) pares de engrenagens:

iT = i1 . i2 . i3 . ... . in

- 3 - Prof. Eng. Mec. Claudinei Bigaton

Projetos Mecânicos

3 Ciclo de Mecânica

oDETERMINAÇÃO DO NÚMERO DE PARES DE ENGRENAGENS
A relação de transmissão por par de engrenagens deve ser no máximo e não ultrapassar de:

i=6a8
usaremos no máximo:

io = 6

A determinação do número de pares de engrenagens é dada por:

n=

log i logarítimo i = log i o logarítimo io

O Valor da redução necessária deve estar entre:

0,97 <

Redução Real < 1,03 Redução NecessáriaExemplo de Calculo: Determine o número de pares de engrenagens para os dados indicados abaixo : n1 = 1750 rpm dt = 500 mm io = 6 v e = 8,0 m/mim

- 4 - Prof. Eng. Mec. Claudinei Bigaton

Projetos Mecânicos

3 Ciclo de Mecânica

o

MOMENTOS TORÇORES
A redução por par de engrenagem também pode ser dada da seguinte forma:

i1 =

M t2 M t1

i2 =

Mt3 Mt2

i3 =

Mt 4 M t3Momento Torçor no eixo 1:

M t1 = 71620 .

N . ηm n1

M t S = M t e . it . η t
Momento torçor de Saída: em função do momento torçor de entrada rendimento total e redução total.

Momento Torçor no eixo 2:

M t 2 = M t1 . i1 . η m . η e M t 3 = M t 2 . i 2 . ηm . η e M t 4 = M t 3 . i 3 . ηm . η e

Momento Torçor no eixo 3:

Momento Torçor no eixo 4:

DETERMINAÇÃO DA POTÊNCIA DOMOTOR ELÉTRICO
A potência do motor é dado da seguinte forma:

Potência de regime:

NR =

(Q + Q o ) . v e 4500 . η t

Q = carga de elevação [ kgf ] Qo = peso da talha [ kgf ] v e = velocidade de elevação[ m/s ] ηt = rendimento total

Carga Relativa:

MR =

2 . Qo + Q 2 . (Q o + Q)

Tabela 1: Carga Relativa Sistemas de Aplicação Elevação de carga com gancho Elevação com caçamba...
tracking img