ELEMENTOS DA TEORIA E PESQUISA DE COMUNICAÇÃO

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4613 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de outubro de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
ELEMENTOS DA TEORIA E PESQUISA DE COMUNICAÇÃO

Através desse trabalho vamos obter um maior conhecimento e aprofundamento no que se mostra ser relações públicas, marketing, publicidade, propaganda e indústria do entretenimento, além de abordar também um pouco da essência em jornalismo.
Professor Claudemir.







Sumário
CAPA 1
FOLHA DE ROSTO 2
SUMÁRIO 3
INTRODUÇÃO 4
RELAÇÕESPUBLICAS 5
MARKETING 7
PUBLICIDADE 9
PROPAGANDA 13
INDÚSTRIAS DO ENTRETENIMENTO 14
DADOS FINAIS 6





















INTRODUÇÃO

Nesse trabalho iremos compreender melhor sobre assuntos como Relações Públicas, Marketing, Publicidade, Propaganda e Indústria do Entretenimento, que perfazem com o jornalismo o conjunto das grandes atividades ou estratégias de comunicaçãoem sociedade, sendo o jornalismo uma comunicação mais informativa e as restantes mais persuasivas.

































RELAÇÕES PUBLICAS


Assim, como todas as atividades e atos comunicacionais, as relações públicas constituem um processo. "Incluem a investigação e a análise, a criação de uma política, a programação, comunicação e feedback de muitospúblicos. As relações públicas atuam a diversos níveis. Os profissionais de RP podem ser assessores pontuais dos seus clientes (embora as ações pontuais de RP não produzam os melhores resultados), quadros diretivos de uma organização, técnicos que produzem e divulgam mensagens através de meios de comunicação selecionados, etc. Mas o contexto em que as relações publicasse desenvolvem implicasituá-las, como vimos, ao nível diretivo. Os profissionais de RP trabalham (ou devem trabalhar) com os diretores de uma organização (ou com um determinado indivíduo) e, não raras vezes, são eles mesmos quadros diretivos na organização a que pertencem.
As relações públicas podem não ser prestadas por colaboradores internos de uma organização. Há empresas, agências e mesmo indivíduos particulares queprestam serviços de relações públicas.
As vantagens da colaboração externa pontual prendem-se, essencialmente, com a drástica diminuição dos custos. As desvantagens radicam na inconstância das ações de relações públicas, o que afeta os resultados das mesmas.
As relações públicas são processuais, já que, como os restantes processos comunicacionais, se desenvolvem ao longo do tempo, apresentandoconstantes mudanças em função das modificações que sofrem os intervenientes no processo, nomeadamente a entidade e os seus públicos.
Uma forma comum de descrever o processo de relações públicas consiste em enumerar as fases a que devem obedecer as ações de RP. O primeiro autor a enumerar e sistematizar essas fases foi John Marston (cit. in Wilcox et al., 2001: 7), no livro The Nature of Public.Relations. Com maiores ou menores diferenças, as ideias de Marston têm permanecido na produção teórica sobre RP, pois o seu modelo revelou-se não apenas capaz de assegurar eficiência à prática das relações públicas como também capaz de descrever essa mesma prática.
Aproveitando, parcialmente, as ideias de Marston, podemos, então, dizer que as fases essenciais do processo de relações públicas são,observação - Que consiste na vigilância constante do meio, de forma a identificar os efeitos da entidade junto dos seus públicos e as forças positivas ou negativas que provenham do meio -designadamente dos públicos- e que possam afetar a entidade, implicando mudanças nos comportamentos e atitudes dessa entidade. Faz também parte da fase de observação detectar onde se deve fazer sentir a ação das relaçõespúblicas e onde e como ela já se fez sentir. Em grande medida, é uma frase encavalitada na seguinte: a da investigação. De certo modo, observação e investigação correspondem a uma mesma fase do processo: a fase inicial. Investigação - Que consiste no estudo, delimitação e caracterização da situação ou do problema a resolver pelas RP e na definição dos respectivos contextos. A investigação em...
tracking img