Efeitos da crise de 2008 nos estados unidos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1261 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Efeitos da Crise Americana de 2008

A falência dos Bancos

As prestações começaram a subir depois que o governo dos estados unidos decidiu aumentar os juros para segurar a inflação, os clientes mais fracos (subprimes) foram os primeiros a deixar de pagar, e começou um perigoso efeito dominó, quem emprestou para o mau pagador não recebeu e também não pagou os investidores e os títulosnegociados foram despencando sem garantia, não havia dinheiro para mais ninguém e grandes instituições começaram a ir a falência. O governo americano ficou na difícil situação de escolher quem seria socorrido e quem iria afundar
O evento detonador da crise foi a falência do banco de investimento Lehman Brothers no dia 15 de setembro de 2008, após a recusa do Federal Reserve (Fed, banco centralamericano) em socorrer a instituição. O quarto maior banco de investimentos americano, ao longo dos seus mais de 150 anos de historia nunca havia feito empréstimos para ninguém comprar casa própria, porém esta instituição poderosa e respeitada foi contaminada justamente por aqueles empréstimos imobiliários ariscados.
Essa atitude do Fed teve um impacto tremendo sobre o estado de confiança dos mercadosfinanceiros, rompendo a convenção dominante de que a autoridade monetária norte-americana iria socorrer todas as instituições financeiras afetadas pelo estouro da bolha especulativa no mercado imobiliário.
O rompimento dessa convenção produziu pânico entre as instituições financeiras, o que resultou num aumento significativo da sua preferência pela liquidez, principalmente no caso dos bancoscomerciais. O aumento da procura pela liquidez detonou um processo de venda de ativos financeiros em larga escala, levando a um processo Minskiano de “deflação de ativos”, com queda súbita e violenta dos preços dos ativos financeiros, e contração do crédito bancário para transações comerciais e industriais. A “evaporação do crédito” resultou numa rápida e profunda queda da produção industrial e docomércio internacional em todo o mundo.

Mercado imobiliário
O mercado imobiliário se retraiu. Aumentaram os calotes e os bancos ficaram mais conservadores. Com os dinheiros dos bancos secando, as empresas de hipoteca começaram a quebrar. Pessoas tiveram a divida executada e perderam os imóveis. O aumento da oferta de imóveis derrubou os preços e dificultou o refinanciamento de dividas. Os bancosapertaram o credito e a economia desacelerou.

Redução na produção industrial
Com efeito, no último trimestre de 2008 a produção industrial dos países desenvolvidos experimentou uma redução bastante significativa, apresentando, em alguns casos, uma queda de mais de 10 pontos base com respeito ao último trimestre de 2007. A divida nacional dos EUA dobrou. Mesmo os países em desenvolvimento, quenão possuíam problemas como seus sistemas financeiros, como o Brasil, também constataram uma fortíssima queda na produção industrial e no Produto Interno Bruto (PIB).

Desemprego
A crise, contudo, não deve ser resumida à crise dos bancos. Ela é ainda mais grave, atingiu de forma muito desigual os mais diferentes sujeitos históricos. Os efeitos mais drásticos da crise recairão sobre a classetrabalhadora.
Os efeitos da crise financeira já se fazem presentes no mundo do trabalho. A falência de diversas empresas, bem como a diminuição do crédito em circulação, reduzem os níveis de consumo e investimento, o que gera, consequentemente, a queda no nível das atividades econômicas.
As empresas tiveram dificuldade para conseguir créditos, para vender e a solução foi demitir funcionários, oresultado mais imediato deste ciclo econômico descendente é o aumento do desemprego dos trabalhadores.
Nos Estados Unidos, segundo dados do Departamento do Trabalho, os pedidos nacionais de auxílio-desemprego aumentaram consideravelmente, alcançando 497 mil pedidos. É a maior marca registrada desde os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001, sinalizando fortes indícios de recessão na maior...
tracking img