Educando e educador na filosofia nietzscheana: saindo do comodismo atraves dos libertadores

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1891 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ CENTRO DE HUMANIDADES GRADUAÇÃO ACADEMIA EM FILOSOFIA

EDUCANDO E EDUCADOR NA FILOSOFIA NIETZSCHIANA: SAINDO DO COMODISMO ATRAVES DOS LIBERTADORES

RONALDO BATISTA DE ALBUQUERQUE

FORTALEZA 2012

Buscar este autor nomeável para dentro do campo da educação abrange questões polêmicas. Pois significa, fundamentalmente, lançar sobre a educação as indagaçõescríticas da genealogia nietzschiana. Mas ao mesmo tempo traz aspectos respeitáveis e atuais para a reflexão do ensino-aprendizagem hoje em dia. Baseado então no texto “Schopenhauer como Educador” irei mostrar como se dá o paralelo entre educador e educando para Nietzsche. Que se baseia na ideia de um modelo de educador, onde a educação se faz somente se o educando tiver como menção um modelo deeducador no qual ele possa adquirir para si. Transportando assim o homem a um patamar superior de cultura que ele denominou de gênio.

PALAVRAS-CHAVE: Educação, Nietzsche, Mestre e Discípulo.

Desfrutar da filosofia nietzschiana é um prazer imenso, e neste artigo, através de uma leitura comparativa do livro Schopenhauer como educador, pretende-se rever alguns dos vários conceitos apreendidosdurante as aulas de Filosofia da Educação I. Desta reflexão espera-se conseguir atingir o objetivo que é a partir de Nietzsche traçar um resumo acerca da contribuição da educação à evolução do pensamento humano na contemporaneidade. Quando Schopenhauer escreve em 1819 o livro “O mundo como Vontade e Repressão”. Nietzsche encontra esse livro posteriormente em um sebo, não interrompendo sua leitura atésua ultima linha, dai vimos a influencia de seu mestre, que desde então conhecemos o modo da filosofia nietzschiana, então iremos desfrutar este deste artigo, uma leitura comparativa da qual ele dedica seu mestre, Arthur Schopenhauer.

Segundo Nietzsche, o motivo da educação ser precário, ou até mesmo deplorável é pelo simples fato de que somos totalmente acomodados, acho que devido ao cotidiano,essa correria do dia-a-dia ou até mesmo pela falta de instrução na educação infantil, que Dermeval Saviani fez uma análise muito coerente:
É que a análise da escola primária é essencial para se entender o papel do aparelho escolar no seu todo em relação à sociedade global. Encontrando-se, porém, o conjunto do aparelho escolar como um fragmento autônomo em relação à sociedade como um todo, entãoo ensino primário é relegado a último plano 1.

Que seja válida para o Brasil, segundo Dermeval ou na Alemanha, segundo Nietzsche2. Quando escreve Schopenhauer como educador (em 1874) percebe-se que tem uma influência enorme de seu mestre, mas antes de chegar ao seu professor, vamos ao caso da precariedade da educação. Em tese Nietzsche afirma que é natural (de natureza humana) que o homem tenhauma propensão à preguiça, se escondendo atrás de costumes e opiniões. “... mas o que obriga o indivíduo a temer o seu vizinho, a pensar e agir como animal de rebanho e não se alegrar consigo próprio?”3. Na maioria dos indivíduos é a indolência, segundo Nietzsche a comodidade (ou conformidade) humana chega a ser tanta, que a visão do mundo para eles é cega, ou seja, é como se vivessem na cavernade Platão, de uma forma alienada, devido ao dia-adia. Trazendo estas ideias com a vida de hoje, chego a afirmar que é por causa do capitalismo e da religiosidade imposta pelo pensamento ocidental inteiro (o cristianismo).4 E as únicas pessoas que saberiam diferenciar os seres humanos dessa massa conformista, segundo Nietzsche, seriam os artistas:
Somente os artistas detestam este andar negligente,com passos contatos, com modos emprestados e opiniões postiças, e revelam o segredo, a má-consciência de cada um, o princípio segundo o qual todo homem é um milagre irrepetível; somente eles se atrevem nos mostrar o homem tal como ele propriamente é e tal como ele é único e original em cada movimento dos seus músculos, e mais ainda, que ele é belo e digno de consideração segundo a escrita...
tracking img