Educação

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 5 (1060 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 18 de agosto de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ
CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES
DEPARTAMENTO DE FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO
CURSO: PEDAGOGIA – MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA


LETRAMENTO E SUAS CONCEPÇÕES.

Com a evolução dos seres humanos, as práticas pedagógicas sofreram transformações porque em cada época histórica era necessário um tipo de prática educativa que correspondesse aum modelo de cidadão necessário para a sociedade.
É inegável que a escrita é o núcleo da nossa vida cotidiana, apesar disso existem pessoas que não a possuem. O primeiro capitulo do livro: Letramento e escrita, que tem como título Letramento, alfabetização e escrita tem por objetivo a discussão dos modelos de letramento e como os indivíduos sem o domínio da escrita conseguem conviver emsociedade.
O conceito de Letramento é a idéia de inserção dos indivíduos e dos grupos em prática sócio-históricas, que integram de forma direta ou indireta da escrita. São pessoas que mesmo não alfabetizadas convivem em sociedade, ou seja, fazem compras, locomovem por meio de ônibus ou metrô, sabem diferenciar o valor do dinheiro. Esse conceito surgiu em 1980 e considera que as crianças quandoingressam na vida escolar já são letradas, ou seja, tudo o que a criança traz consigo de sua casa é uma forma de letramento e como isso interagi na sua concepção de mundo e influência na sua forma de escrita.
Os diferentes tipos de letramento existem vários modelos, mas citarei dois:
Modelo Autônomo – Consiste que o individuo alfabetizado é o letrado, ou seja, nesse modelo de letramento somente acriança alfabetizada é letrada. Como enfatiza a autora:
[...]para estabelecer uma diferença entre os indivíduos e os grupos letrados e não letrados (pré-letrados) o modelo autônomo utiliza a alfabetização como critério. (CAPRISTANO, 2010, p.16)

Modelo Ideológico – compreende uma dimensão mais ampla, neste modelo a escrita a escrita é vista como um processo e o entendimento de um texto dependemdas condições sócio-históricas. Assim o modelo ideológico é o sócio – interacionista com base no modelo Construtivista que baseia-se na construção de hipóteses para a inserção do funcionamento simbólico da escrita. A autora focaliza que

[...] nesse modelo focaliza-se a dimensão social da escrita e, consequentemente, das atividades de ler e escrever. E mais: nele defende-se que os significadose os usos do letramento estariam fortemente ligados aos contextos culturais específicos. (CAPRISTANO, 2010, p.17)

A importância da discussão e do entendimento dos dois modelos de letramento consiste que na escolha ou do modelo autônomo ou ideológico muda toda a forma como é vista a alfabetização, uma visão simplificada torna a escrita apenas como bom uso da norma da linguagem corrente.2ª ATIVIDADE:



Na atividade proposta é encontrar o erro, classificar e apontar o tipo de falha no qual se enquadra.
Os tipos de falhas podem ser:
Falhas de primeira ordem
Nessa fase, as falhas são acometidas pela leitura lenta, com soletração de cada sílaba, e escrita baseada na correspondência linear entre as sequências dos sons e as sequências dasletras, tendendo à repetição (ppai em vez de pai), omissão (trs em vez de três) e troca na ordem das letras (parto em vez de prato), falhas decorrentes do conhecimento ainda inseguro do formato de cada letra (rano em vez de ramo) e incapacidade de classificar, com distinção, algum som (sabo em vez de sapo).

Falhas de segunda ordem
Nessa fase, sendo a mais propícia à arbitrariedade, a escrita étomada como uma transcrição fonética da fala, partindo do princípio de que, na leitura, cada letra pronunciada tem a sua representação central, o que leva, por exemplo, às seguintes falhas: matu em vez de mato, tenpo em vez de tempo, genrro em vez de genro.

Falhas de terceira ordem
Passadas as duas fases anteriores, incorporam-se falhas limitadas às trocas entre letras concorrentes, isto é,...
tracking img