Educação e tecnologias: o novo ritmo da informação

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1769 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Resenha: KENSKI, Vani Moreira. Educação e tecnologias: o novo ritmo da informação. Campinas, SP: Ed. Papirus, 2007.

O QUE SÃO TECNOLOGIAS E PORQUE ELAS SÃO ESSENCIAIS
Desde o inicio dos tempos, o domínio de determinados tipos de tecnologias assim como o domínio de certas informações distinguem os seres humanos. Tecnologias são produções culturais que auxiliam o homem em suas atividades e amanter a supremacia sendo assim, instrumento de poder. De acordo com a autora, as grandes potências, para ampliar o poder político e econômico, gastam seu orçamento com tecnologia e inovações para manter essa supremacia.
Dessa forma o vínculo entre conhecimento, poder e tecnologia estão presentes em todas as épocas e tipos de relações sociais. No caso da divisão da sociedade em classes emanutenção do status quo creio que as tecnologias podem facilitar a reprodução do conceito desenvolvido por Bourdieu citado por Silva (2003) que afirma que a escola e a educação em geral em vez de ter uma ação transformadora reproduz e reforça as desigualdades sociais, sendo, nesse caso, a tecnologia, um capital cultural, dominado pelas elites, contribuindo com que as mesmas cheguem aos mais altos níveis deescolaridade e a posições de liderança. Os que não dominam esse código, são excluídos precocemente de sua escolaridade, e o resultado todos sabemos. É um ciclo que se auto-alimenta.
Vale ressaltar que como afirma Kensk (2007), tecnologias não são só maquinas a linguagem, por exemplo, é um tipo especifico de tecnologia que não necessariamente se apresenta através de maquinas e equipamentos. Alinguagem é uma construção criada pela inteligência humana para possibilitar a comunicação entre as pessoas de determinado grupo. Essa tecnologia também é conhecida como “Tecnologia da Inteligência”.

TECNOLOGIAS TAMBÉM SERVEM PARA INFORMAR E COMUNICAR
A evolução da tecnologia da comunicação se inicia com os primeiros registros da linguagem, até então oral, nas paredes das cavernas passando para opapiro e dando um grande salto com a criação da imprensa.
Acontecendo assim uma autonomia na informação, sendo desnecessário a presença física do autor ou narrador para que o fato seja comunicado. A complexidade dos códigos da escrita cria uma hierarquia social excluindo os não-alfabetizados. A autora ressalta que A sociedade Oral aposta na memorização, na repetição e na continuidade A sociedadeescrita toma como foco a necessidade de compreensão do que esta sendo comunicado graficamente.
A linguagem digital engloba aspectos da oralidade e da escrita em novos contextos estabelecendo novas relações entre conteúdos, espaços, tempo e pessoas diferentes convergindo entre si, sendo uma imensa e complexa rede de meios de comunicação interligando pessoas, informações e organizaçõespermanentemente. Criando dessa forma, um ciberespaço que seria um imenso metamundo virtual e heterogêneo em transformação permanente sendo um espaço de comunicação navegável e transparente centrado na informação.
Outra coisa importante que a linguagem digital/internet/TV favorece é a grande interação que possibilita no acesso a informação. Diferente das TV´s analógicas, jornais impressos, etc. Em que arecepção da informação ocorre de forma mais unidirecional, a digital é multidirecional possibilita uma integração entre o espectador e a informação ( novela, documentário, filme, jornal, etc) podendo se interagir de forma mais crítica e até afetiva, convergindo as informações que podem ser relacionadas, mixadas, recortadas, ampliadas e fundidas de acordo com o interesse de quem a acesse.
Como astecnologias de informação e comunicação estão o tempo todo em constante mudança notamos que a aprendizagem por toda ávida torna-se uma conseqüência natural do momento social e tecnológico em que vivemos. Kensk (2003).
Essas alterações se refletem nas tradicionais formas de pensar e fazer educação. Assim, como educadores e cidadãos em geral, precisamos nos abrir para novas formas de ensinar e...
tracking img