Educação e família: uma união fundamental?

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2166 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
EDUCAÇÃO E FAMÍLIA: UMA UNIÃO FUNDAMENTAL?
Andréia Cristina Alves Pequeno
Assistente Social do INES
Especialista em Serviço Social e Política Social
Mestranda em Serviço Social – ESS/UERJ
RESUMO
O presente texto tem como objetivo colaborar com a discussão e reflexão sobre a interação da família com a escola, sem ter a pretensão de esgotar o assunto. Aborda questões como o significado doconceito de família, sua função social e os modelos nos quais se apresentam nos diferentes momentos da história. Mudanças ocorridas no âmbito socio-econômico e político, nos últimos 20 anos, têm um rebatimento importante sobre a família brasileira. Na década de 90, temos a aprovação de leis nacionais e elaboração de diretrizes do Ministério da Educação, cujos conteúdos evidenciam a importância daparticipação da família na escola. Pontuamos alguns aspectos que influenciam na participação da família na escola e o significado de participação.
ABSTRACT
The present paper ains to discuss and provide some thought about the interaction between the school and the family without being exhaustive. If approaches issues such as the meaning of the concept of family, its social functions and the modelsupon which they are presented over different times in history. In the last 20 years there have been changes at the political and socio-economic contexts which have thrown effects upon the Brazilian family. In the nineties, we have had national laws and directives of the Ministry of Education approved, the contents of which evidence the importance of the participation of the family in the schoollife. The paper highlights some aspects that influence such participation and the meaning of this participation.

Será possível planejar e executar o processo de educação escolar independente da questão familiar? Como trazer a família para participar do processo ensino-aprendizagem na escola? O que fazer quando a família não colabora? E quando a escola não colabora?
Essas questões merecem umtratamento cuidadoso, que leve em conta aspectos sociais, culturais e legais, que não serão aqui abordados, sem que possamos aprofundá-las.
Ao longo da história brasileira a família veio passando por transformações importantes que relacionam-se com o contexto sócio-econômico-político do país. No Brasil-Colônia, marcado pelo trabalho escravo e pela produção rural para a exportação, identificamos ummodelo de família tradicional, extensa e patriarcal; onde os casamentos baseavam-se em interesses econômicos, que à mulher, era destinada a castidade, a fidelidade e a subserviência. Aos filhos, considerados extensão do patrimônio do patriarca, ao nascer dificilmente experimentavam o sabor do aconchego e da proteção materna, p
pois eram amamentados e cuidados pelas amas de leite.
A partir dasúltimas décadas do século XIX, identifica-se um novo modelo de família. A Proclamação da República, o fim do trabalho escravo, as novas práticas de sociabilidade com o início do processo de industrialização, urbanização e modernização do país constituem terreno fértil para a proliferação do modelo de família nuclear burguesa, originário da Europa. Trata-se de uma família constituída por pai, mães epoucos filhos. O homem continua detentor da autoridade e "rei" do espaço público; enquanto a mulher assume uma nova posição: "rainha do lar", "rainha do espaço privado da casa". Desde cedo, a menina é educada para desempenhar seu papel de mãe e esposa, zelar pela educação dos filhos e pelos cuidados com o lar.
No âmbito legal, a Constituição Brasileira de 1988, aborda a questão da família nos artigos5º, 7º, 201, 208 e 226 a 230. Trazendo algumas inovações (artigo 226) como um novo conceito de família: união estável entre o homem e a mulher (§ 3º) e a comunidade formada por qualquer dos pais e seus descendentes (§ 4º). E ainda reconhece que: os direitos e deveres referentes à sociedade conjugal são exercidos igualmente pelo homem e pela mulher (§ 5º).
Nos últimos vinte anos, várias...
tracking img