Educação e desenvolvimento de projetos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (725 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO
Universidade Federal do Triangulo Mineiro
Nome: Geraldo Camilo Martins Neto
Curso: Física 1º Período
Disciplina: Educação e Desenvolvimento de Projetos IRespostas das questões
“Quem matou o barbeiro?”(SOUZA e GALLO, 2002)
1. A lei como meio legal de comunicação e expressão de comunidades surdas do país, a língua brasileira de sinais, havendouma indignação por partes de surdos oralizados que insistiam na idéia de que “somente a oralização amplia nossas capacidades e iniciativas como qualquer ser humano” e, por isso, enfatizavam “que somenteo oralismo é capaz de, como um todo, nos incluir na sociedade”. Criando o efeito de um racismo entre os surdos.

2. A antinomia de Russell traz implícita a possibilidade lógica da existência, emuma população, de elementos que, apesar de pertencerem a ela, não fazem parte, paradoxalmente, dela mesma. Portanto, seria legítimo supor, por derivação, que não estariam sujeitos à mesma norma doconjunto do qual fariam parte.

Mantendo o raciocínio lógico desse paradoxo, talvez pudéssemos afirmar que o barbeiro deveria, pois, pertencer ao conjunto, ser parte constitutiva dele, ser um elementologicamente necessário ao todo. Isso porque os elementos de um conjunto podem ter uma distribuição aleatória, do ponto de vista espacial, nos limites desse mesmo conjunto.
3. Se a disciplinacomo tecnologia de poder se instala já no final do século XVII e consolida-se ao longo do século XVIII, pode-se concluir que: poder disciplinar é uma tecnologia centrada no corpo e, portanto, ummecanismo de individualização, nas escolas ele aparece na forma de disciplinas e exerce um poder sobre o individuo dócil, reunindo esse mecanismo nos alunos.

4. Strange no francês designa tudo àquiloque não era comum ou que não se oferecia a compreensão. Na atualidade, é o individuo residente em outro país, designado para todos os países exceto para aquele que se fala. Neste caso não se tem um...
tracking img