Educação e colaboração muito além da rima

Páginas: 8 (1967 palavras) Publicado: 4 de outubro de 2011
16 :: TIdigital / Case / MEC

MUITO ALÉM DA RIMA
www.mec.gov.br
Por Patricia Haddad

EDUCAÇÃO E COLABORAÇÃO
O Ministério da Educação investe no conceito de web 2.0, onde a colaboração é a palavra-chave, e reformula o portal para garantir maior interatividade dos usuários

A grande aposta do momento é a colaboração. Dos sites de entretenimento aos portais de notícias, quase todos hojeoferecem meios para que os usuários possam participar ativamente. Em alguns casos, o público gera conteúdo, seja na forma de imagens ou de textos. Já outros sites contam com a experiência do visitante para se aprimorar cada vez mais. Em comum está a enorme vontade de todos deixarem de ser um mero espectador para ser parte da história. O Ministério da Educação entendeu muito bem essa nova realidade.Para começar, fez pesquisa com os usuários para descobrir o que eles queriam encontrar no portal e levou todas as opiniões em consideração. A participação do público, no entanto, não parou por aí. Com a implantação da busca colaborativa, cada visitante pode interferir na maneira como o conteúdo será exibido em pesquisas futuras, indicando os assuntos que tem mais relevância. Para que o conceito deweb 2.0 fosse plenamente adotado, o MEC contratou, por meio de uma licitação, a Noix. A empresa, fundada em 2002 no Ceará, foi responsável por toda a reformulação do portal, que ganhou nova arquitetura de informação e diversas outras funcionalidades. Assim, o site do Ministério da Educação deixa de ser uma mera fonte de consulta para se tornar um instrumento de interação para todos os brasileiros.A TIdigital conversou com Daniel Leandro, diretor executivo da Noix, que nos contou como foi todo esse processo de mudança. TI: O portal do Ministério da Educação passou por uma grande reformulação. De quem partiu esta ideia? Quais as principais diferenças em relação ao site anterior? Leandro: O próprio MEC solicitou a mudança do portal, pois há uma grande vontade política em melhorar asmétricas, a qualidade do que é disponibilizado. A assessoria de comunicação do ministério percebeu que a busca do conteúdo precisava ser mais eficaz. Além disso, era necessário atualizar a tecnologia utilizada. O portal anterior era feito em Joomla 1.0.15 e muitas informações estavam em um verdadeiro labirinto, a sete cliques

de distância do usuário. Passando para Joomla 1.5.9 foi possível adicionardiversos recursos de web 2.0 e encurtar os caminhos. As pessoas agora encontram e acessam mais facilmente aquilo que procuram. São no máximo 3 cliques, apesar de o desejável ser apenas um.

“ H á u m a g r a n d e vo n t a d e p o l í t i c a e m melhorar as métricas, a qualidade do q u e é d i s p o n i b i l i z a d o . Pa s s a n d o p a r a J o o m l a 1 . 5 . 9 fo i p o s s í v e l a d i c i on a r d i v e rs o s r e c u rs o s d e w e b 2 . 0 e encurtar os caminhos”
TI: A decisão de se manter o Joomla foi apenas porque este CMS já era utilizado antes? As outras opções disponíveis no mercado não se adequavam? Leandro: Qualquer CMS poderia ser utilizado em um projeto como este do MEC, desde que fosse customizado. Analisamos todos os recursos oferecidos pelos gerenciadores de conteúdoexistentes e percebemos que o Joomla era o mais completo, o que precisaria de menos customização e o que permitia mais integração de recursos de acessibilidade, web semântica e outros, tudo dentro de um mesmo gerenciador. Além disso, todos do Ministério da Educação estavam bastante familiarizados com a ferramenta, já que eles mesmos tinham sido responsáveis pela construção do portal anterior,considerado referência no meio. Tudo isto justifica a decisão de se continuar usando o mesmo CMS, mudando apenas para a versão 1.5.9, que já tinha todos os paths de segurança atualizados. TI: Sobre a arquitetura do site, como foi definida a divisão do portal? Leandro: Bom, nós utilizamos a metodologia Moebius de desenvolvimento e governança de portais, voltada principalmente para o planejamento...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Educação para além dos muros escolars!
  • A educação a distância, mais focada em pesquisa e colaboração
  • Educação para alem do Capital- Resenha
  • Resenha A educação para além do capital
  • A educação para além do capital
  • Resenha
  • Dever da família e a colaboração da sociedade na educação
  • Educação sexual para além dos tabus

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!