Educação na era vargas

A EDUCAÇÃO NA ERA VARGAS

Leo Francisco Leszczynski

Prof. Jorge Euzébio Assumpção
Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVI
Licenciatura em História/(HID0143) - Prática
10/12/2010

RESUMO
O presente paper tem por objetivo apresentar a Educação na Era Vargas, o Estado Novo teve início no dia 10 de novembro de 1937, com um golpe liderado por Getúlio Vargas, que passou agovernar por meio de decretos-leis. Limitou-se o poder dos Estados. O executivo federal tornou-se todo-poderoso. Uma ditadura foi instalada no país. A economia permaneceu voltada basicamente para a agricultura, mas havia uma preocupação em acelerar a industrialização do país. A questão social, passou a ser vista como uma questão política. Ao mesmo tempo em que adotava uma legislação que atendiaantigas reivindicações dos trabalhadores, o governo passou a interferir na atividade sindical. Os sindicatos ficavam vinculados diretamente ao Ministério do Trabalho. Diferentes forças militares e variados segmentos sociais haviam participado da revolução. À medida que o governo Vargas adotou propostas mais centralizadoras e autoritárias, setores mais liberais começaram a fazer oposição ao regime.Palavras chaves: Era Vargas, política, educação.

1 INTRODUÇÃO

Getúlio Dornelles Vargas assumiu o poder em 1930, após comandar a Revolução de 1930, que derrubou o governo de Washington Luís. Seus quinze anos de governo seguintes caracterizaram-se pelo nacionalismo e populismo. Sob seu governo foi promulgada a Constituição de 1934. Fechou o Congresso Nacional em 1937, instalou oEstado Novo e passou a governar com poderes ditatoriais. Sua forma de governo foi centralizadora e controladora.


2 DESENVOLVIMENTO

As revoluções que levaram Getúlio Vargas ao poder
Nos primeiros anos do século XX, se alternavam na presidência da república do Brasil, políticos de Minas Gerais e São Paulo, a conhecida política ”café com leite”. Neste período, vários conflitos aconteceram emsolo brasileiro, na sua maioria devido à discordância da população com o regime autoritário imposto pelo governo. Dentre esses movimentos destacam-se: O movimento operário surgido nas fábricas de São Paulo, o levante do Forte de Copacabana, conhecido também como tenentismo e a coluna Prestes. Todos estes movimentos culminando com a revolução de 30. A crise mundial do final dos anos 20, causadopela quebra da Bolsa de Nova York atingiu o governo do fluminense Washington Luís. Houve uma dissidência entre paulistas e mineiros, Washington Luís apoiou o paulista Júlio Prestes para a presidência, o governador mineiro Antônio Carlos se aliou ao gaúcho Getúlio Vargas, formando a aliança liberal. Essa aliança tinha ainda como candidato a vice-presidente o paraibano Joao Pessoa, contudo, com o usoda fraude e da máquina do governo, Júlio Prestes venceu.
Nesse período Joao Pessoa foi assassinado, os aliancistas se revoltaram, anularam a eleição e depuseram Washington Luís, instaurando um governo provisório tendo como líder, Getúlio Vargas.
A Getúlio Vargas foi dada a missão de reorganizar o país. Deu ênfase a questão social com a elaboração das leis trabalhistas,criou os ministérios do trabalho, indústria e comércio, educação e saúde. Assim Vargas colocou o Estado mais presente na vida das pessoas.
A Fundação do Ministério da Educação
O Ministério da Educação foi criado em 1930, logo após a chegada de Getúlio Vargas ao poder. Com o nome de Ministério da Educação e Saúde Pública, a instituição desenvolvia atividades pertinentes a vários ministérioscomo saúde, esporte, educação e meio ambiente. Até então, os assuntos ligados à educação eram tratados pelo Departamento Nacional do Ensino, ligado ao Ministério da Justiça. Em 1932, um grupo de intelectuais preocupado em elaborar um programa de política educacional amplo e integrado lança o Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova, redigido por Fernando de Azevedo e assinado por outros...
tracking img