Educação especial

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1696 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNAR – CENTRO UNIVERSITARIO DE ARARAS TADEU
“DR. EDMUNDO ULSON”

PARALISIA CEREBRAL E TRACE 3 ATIVIDADES PARA UM ALUNO COM PC DO TIPO TETRAPARÉTICA QUE APRESENTA DIFICULDADES NA FALA SEM DEFICIT COGNITIVO.

BOTUCATU - SP
2010
ALEXANDRE MARCELO DE OLIVEIRA
MARIA APARECIDA SOUZA
MARIA EMÍLIA CAMPOS LEITE

PC E TRACE 3 ATIVIDADES PARA UM ALUNO COM PC DO TIPO TETRAPARÉTICA QUE APRESENTADIFICULDADE NA FALA SEM DEFICT COGNITIVO

Trabalho apresentado ao curso de Pós-graduação
de Inclusão como requisito parcial para obtenção
de nota na disciplina de inclusão sob orientação.
Da Profa. Jamile Gabriela Bronzato Basseto

BOTUCATU – SP
2010

SUMÁRIO

01 – O que é Paralisia Cerebral......................................................04
02 – Quais ascausas da Paralisia Cerebral...................................05
03 – Como é classificada a Paralisia Cerebral................................06
04 – Atividades para alunos tetraparéticos......................................07
05 – Conclusão................................................................................08
06 – ReferenciasBibliograficas.......................................................09

BOTUCATU – SP
2010
O1 – O que é Paralisia Cerebral?:

o termo utilizado para definir um conjunto de distúrbios motores decorrentes de lesão, no cérebro durante os primeiros estágios de desenvolvimento. Pode ocorrer também alteração mental, visual, auditiva, da linguagem e do comportamento. A lesão é estática: não muda e não se agrava,ou seja, o quadro não é progressivo. No entanto, algumas características podem mudar com o tempo.
Na literatura especializada, existe uma gama enorme de definições que conceituam a paralisia cerebral. Segundo Little Club (1959) "paralisia cerebral é uma desordem do movimento e da postura, persistente, porém variável, surgida nos primeiros anos de vida pela interferência no desenvolvimento dosistema nervoso central, causada por uma desordem cerebral não progressiva."
Outra definição é aquela formulada por Barraquer Bordas (1966), segundo a qual a "paralisia cerebral é a seqüela de uma agressão encefálica, que se caracteriza primordialmente por um transtorno persistente, porém não invariável, do tônus, da postura e do movimento, que surge na primeira infância e que não é somentesecundária a esta lesão não evolutiva do encéfalo, mas se deve também à influência que a referida lesão exerce sobre a maturação neurológica."
Uma terceira definição, que também aceita condições hereditárias no conceito de paralisia cerebral, é a de Hagberg (1975): "a paralisia cerebral é definida por um prejuízo permanente do movimento ou da postura que resulta de uma desordem encefálica não progressiva.Esta desordem pode ser causada por fatores hereditários ou eventos ocorridos durante a gravidez, parto, período neo natal ou durante os dois primeiros anos de vida." Atualmente, considera-se que o termo"paralisia cerebral" não é exato, já que muitas vezes as funções cognitivas ficam preservadas e são alteradas apenas as funções motoras.

04

02 – Quais as causas da Paralisia cerebral?:Quais são as causas da paralisia cerebral?
O fator causador pode ter ocorrido antes, durante ou após o parto.

Antes do parto (causas pré-natais):
infecções como rubéola, sífilis listeriose, citomegalovirose, toxoplasmose e AIDS; uso de drogas, tabagismo, álcool; desnutrição materna; alterações cardiocirculatórias maternas, pois todos os nutrientes, inclusive o oxigênio da criança, vêm da mãe.Próximo do parto (causas perinatais):
anóxia (falta de oxigênio no cérebro), hemorragias intracranianas (trauma obstétrico).
Após o parto (causas pós-natais):
traumas na cabeça, meningites, convulsões, desnutrição, falta de estimulação, hidrocefalia.
O cérebro é o órgão que controla todo o funcionamento do organismo. A falta de oxigênio é uma das maiores causas de lesão cerebral; traz...
tracking img