Educação especial

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2276 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE INTERNACIONAL DE CURITIBA
MARIA MADALENA FELIX DE LIMA
RENATA GUZZARDI FERREIRA DE SOUZA

RELATÓRIO DE PESQUISA E PRÁTICA PROFISSIONAL – EDUCAÇÃO ESPECIAL

CURITIBA
2009
FACULDADE INTERNACIONAL DE CURITIBA
MARIA MADALENA FELIX DE LIMA
RENATA GUZZARDI FERREIRA DE SOUZA

RELATÓRIO DE PESQUISA E PRÁTICA PROFISSIONAL – EDUCAÇÃO ESPECIALRelatório de Pesquisa apresentado como Atividade de Portfólio da Disciplina Pesquisa e Prática Profissional: Educação Especial no Curso de Pedagogia a Distância da Faculdade Internacional de Curitiba.

Tutor Local Camila Saraiva
Centro Associado Santo André

CURITIBA
2009
SUMÁRIO

1INTRODUÇÃO........................................................................................................03
2 DESENVOLVIMENTO............................................................................................04
2.1 CARACTERIZAÇÃO DA ESCOLA.......................................................................04
2.2 APRESENTAÇÃO DOS DADOS COLETADOS..................................................05
2.2.1 Entrevistacom profissionais não-docentes da escola pesquisada...........05
2.2.2 Entrevista com Docentes da escola pesquisada.........................................07
2.2.3 Observação de um aluno com necessidades educativas especiais..........08
2.2.4 Entrevista com a Professora da sala de aula observada............................08
3 CONSIDERAÇÃOESFINAIS.................................................................................09
REFERÊNCIAS..........................................................................................................11
ANEXO 1....................................................................................................................12

1 INTRODUÇÃO

Este relatório tem por meta mostrar a tênue linha que separa a integração da inclusão.Fomos buscar um espaço escolar dito “normal”, que faz um trabalho, ainda que pequeno, de inclusão.
Entendemos que trabalhar com “gente” exige, além de todo conhecimento teórico, uma virtude que já nasce – ou não – com o ser humano: a sensibilidade.
Para construir uma sociedade com mais aceitação, mais amor, mais cuidado e compaixão, devemos nos esforçar por incluir,acolher a todos, sem exceção. “Acreditamos que as comunidades com diversidade sejam mais ricas, melhores e lugares mais produtivos para viver e aprender. Acreditamos que comunidades inclusivas tenham a capacidade de criar o futuro. Queremos uma vida melhor para todos. Queremos a inclusão!” (Forest).

A inclusão, muito mais do que submeter (que geralmente é feito pelo uso da força), é abranger,acolher. A tendência hoje é de uma sociedade inclusiva, porque, pelos valores que seguimos na atualidade, é a via que melhor satisfaz ao indivíduo em particular e à sociedade em geral. Quando o indivíduo está e se sente incluído, tem mais chances de vencer na vida, por se sentir mais seguro e ter de fato mais oportunidades. Por sua vez, uma sociedade onde seus cidadãos conseguem se realizar comoindivíduos, tem mais chances de sucesso e estabilidade.

Mas onde está esta sociedade? É atrás dela que fomos buscar nosso conhecimento sobre o assunto e apresentamos o trabalho a seguir.

Daí a importância de cada vez mais as instituições que formam professores se preocuparem com a qualidade desta formação, já que esta mexerá com o futuro de todos.

Por isso oestágio entra como aspecto imprescindível para a formação deste profissional. Não há como aprender senão na prática, vivenciando situações, sugerindo soluções, buscando informações para melhorar, sempre.
Porém, como no início já pude relatar, sem a tal da sensibilidade, dificilmente existirá um bom professor, porque metade desta profissão é pautada pelo conhecimento. A outra metade...
tracking img