Educação continuada e a formação de profissionais na educação brasileira

Páginas: 29 (7048 palavras) Publicado: 11 de março de 2011
FANILZA ALVES BRANDÃO DE ALMEIDA

EDUCAÇÃO CONTINUADA E A FORMAÇÃO
DE PROFISSIONAIS NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA

Projeto de monografia apresentada ao UNASP
Como exigência parcial para a conclusão
Do curso de Pós-Graduação Lato-Sensu
Em DIDÁTICA DO ENSINO SUPERIOR
Orientadora: Profª Dirce Encarnacion Tavares
Área de concentração: Formação do Professor

São Paulo

2004

“... a educação éum processo, não um resultado; e, como tal, não tem início nem final definido, o definido é do processo mesmo...”
( Beltrán, 1995 )

Dedico,
Este trabalho aos meus filhos
Que compreenderam a necessidade
De minha ausência e a de todos que colaboraram na execução do mesmo.

AGRADECIMENTOS

A todos que dedicaram suas vidas ao ensino, que repartem conosco
Seus conhecimentos, e colocam emnossas mãos as ferramentas com
quais abriremos novos horizontes, rumo à satisfação plena de
nossos ideais profissionais e humanos.
A minha família que diante do tempo, compreendeu e apoiou-me.
A Deus pela vida

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO GERAL

OBJETIVO ESPECÍFICO

HIPÓTESE DO ESTUDO

ASPECTOS METODOLÓGICOS DA INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA SOBRE

Tipo de EstudoFontes de Dados

Universo

Instrumentos

Etapas da Coleta de Dados

Recursos

Período de Estudo

Análise de Dados

Cronograma

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ANEXOS

INTRODUÇÃO

Pretende-se nesta pesquisa, caracterizar a situação da formação dos professores no Brasil e clarificar que a exigência de novas práticas de formação de professores, de novos papéis para o professor, deuma nova escola, encontram-se e inter-relacionam-se no discurso de modernização do Estado para produzir um tipo de homem que possa contribuir para servir aos

Formação de Professores

1. Contextualização

O formação de professores é um problema presente na história da educação brasileira que se constitui em um dos obstáculos para concretização de um sistema educacional de qualidade.Recapitulando um pouco de nossa história temos a educação dada pelos jesuítas (Período Colonial) com sua a chegada no Brasil em 1549 até sua expulsão em 1759 pelo marquês de Pombal. Nesta época implantou-se as escolas de primeiras letras, os colégios e seminários jesuíticos, objetivando a catequisação dos indígenas e de educação dos brancos que aqui chegaram ou nasceram. Porém, a saída dosreligiosos do país provocou lacunas na educação, principalmente, por conta da insuficiência de recursos e a escassez de mestres que os substituíram, fato que resultou em pontos negativos na reforma de Pombal, repercutindo também no período Imperial.
No período Imperial (início do séc. XIX) a educação popular permaneceu relegada ao segundo plano, o ensino primário e médio recebeu algumasescolas de primeiras letras e aulas avulsas, enquanto o ensino superior foi fortalecido com a chegada da família real ao país, visto que havia necessidade de formação do quadro de dirigentes.
Com o Ato Institucional de 1834 oficializou-se a reforma constitucional de 1834, tendo como resultado nas seguintes ações:
• a educação popular passa ser responsabilidade da província e não mais daCorte;
• ensino médio e superior é assumido pela Corte.
Pouco muda o cenário da educação popular quando a Coroa obriga as províncias a assumirem tal papel, visto que não tinham verba para tanto. Mesmo na segunda fase do período Imperial pouco mudou no que tange à educação popular, apesar de nesta época ter sido criada as escolas normais os problemas referentes a escassez de escolas emestres persistiram. Com o ensino médio não foi diferente, permaneceu as aulas avulsas acessíveis às pessoas que tinham dinheiro para pagar por elas. Considerando positivas algumas tentativas para estruturação de cursos regulares objetivando a formação e não só a preparação para o curso superior, resultando na criação do Colégio Pedro II e os liceus na Bahia e Pernambuco, porém o ensino...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Formação Inicial e Continuada dos profissionais da educação
  • FORMAÇÃO CONTINUADA PARA UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE
  • A educação continuada e o sucesso profissional
  • A importância da Formação Continuada na Educação Integral
  • Formação continuada de proofessores da educação básica
  • FORMAÇÃO CONTINUADA: EDUCAÇÃO SEXUAL NA ESCOLA
  • Formação Profissional em Educação Fisica
  • a formação do profissional de educação infantil

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!