Editorial sobre hunter thompson

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (316 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
EDITORIAL



O que aconteceria se Hunter Thompson estivesse vivo, vivinho e aqui no Brasil? Certamente olharia com olhos tortos para a maioria dos programas de TV que atualmentepassam por aqui.
Seria essa a herança que o jornalista criador do estilo Gonzo deixou para nós? Uma programação de TV cada vez mais bizarra e assustadora, onde vale tudo para conquistar aaudiência, e muitas vezes até usando artimanhas que mexem com a inteligência do nobre telespectador. Mexem, subestimam, desdenham.
Programas em que anões se vestem de animais para divertir pessoase testes de paternidade que são exibidos ao vivo debaixo de baldes de água, sopapos e correrias? "Repórteres" que comem insetos, (não os comestíveis do outro lado do mundo), que são torturadosem frente às câmeras de TV ou até pintam todo o corpo de prata e esperam horas até que apareça um incauto para responder perguntas embaraçosas. Comunicadores que conversam ao vivo comseqüestradores em cativeiros, reportagens armadas, humoristas travestidos de jornalistas que até entrevistam e no final da entrevista criam piadas com coisas sérias. E isso não tem graça. Mas nem tudoesta perdido.
Caso o paciente telespectador não agrade da programação nos canais secundários, pode mudar. Vá zapeando até encontrar a maior rede de TV brasileira, uma potência. Ela sim apresentaum programa criativo: uma casa onde são trancafiadas pessoas estranhas, para juntas, produzirem comportamentos estranhos. E tudo com o aval de um J-O-R-N-A-L-I-S-T-A.
É meu caro HunterThompson, bem que você disse: "Quando as coisas ficam estranhas, os estranhos viram profissionais". Achamos que encaixa não é? A anarquia, o sarcasmo e o exagero que eram a marca do teu trabalho já hásessenta anos, hoje se misturaram e fez nascer isso que ai está, um “jornalismo” distorcido, caricato e que algumas pessoas insistem em chamar de jornalismo Gonzo. É tudo muito estranho.
tracking img