Ed fisica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3972 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O IDOSO E A ATIVIDADE FISICA EM UM POLO DE LAZER NO BAIRRO PARQUE TABAPUÁ


Valme Angelino Sousa Chaves

Resumo

A população idosa cresce no mundo e é tema de preocupação e estudos sobre longevidade e qualidade de vida para essa população. Observa-se que com o crescimento da tecnologia e a facilidade que ela proporciona, as pessoas estão tendo menos gasto de energia para realizaras tarefas mais simples do dia a dia.
Pessoas idosas, devido o envelhecimento natural do organismo possuem o sistema fisiológico mais frágil, assim, ela está propícia a ter doenças devido ao estilo de vida sedentário. A expectativa de vida para quase toda a humanidade deve aumentar consideravelmente nos próximos anos. Neste aumento da expectativa de vida, é notório o envelhecimentopopulacional e a ascendência da população idosa no mundo contemporâneo.Em relação ao envelhecimento, está se vivendo um momento histórico, social, proporcionado pelo grande impacto da tecnologia e inovações, medicamentos novos, saneamento básico que favoreçam a longevidade humana.
Há evidencias indicando que a atividade física é um recurso importante para minimizar a degeneração provocado peloenvelhecimento.A saúde mental e física tem sido enfatizada,e assim o objetivo desse trabalho é constatar os efeitos da atividade física sobre ela.
Esse é um estudo com ênfase no envelhecimento,aspectos positivos e negativos da saúde e efeitos da atividade física sobre o idoso praticante de exercícios.
A metodologia abrange caracterização da investigação,com questionários e a partirdos resultados,entender como a atividade física influi na saúde de idosos praticante de exercícios em uma área de lazer do bairro Parque Tabapuá

Palavras chave: Idoso, envelhecimento, atividade física

No século XX, principalmente após a década de 50, ocorreu uma mudança na pirâmide etária mundial. O processo de envelhecimento que antes era restrito aos países desenvolvidos estáocorrendo nos países em desenvolvimento e de modo mais rápido. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) enquanto a França demorou 115 anos para dobrar sua população de idosos, na China isto ocorrerá em apenas 27 anos.
No Brasil, as projeções do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística indicam que 8,9% da população é constituída por pés- soas com 60 anos de idade ou mais.
Amudança na pirâmide etária mundial faz com que o estudo do envelhe- cimento e da velhice seja foco de atenção, suscitando ações de agentes sociais e governamentais, além de profissionais da área da saúde.
Dentre os diversos transtornos que afetam os idosos,o aspecto físico e mental merece especial atenção. Problemas de saúde psíquica e fisiologica têm incapacitado idosos em todo o mundo porlevarem à perda da independência e quase inevitavelmente, da autonomia. As desordens mentais comprometem 20% da população idosa, entre as quais se destacam a demência e a depressão como prevalentes.No Brasil, aproximadamente 10 milhões de idosos sofrem de depressão.
Para a OMS a participação em atividades físicas leves e moderadas pode retardar os declínios funcionais. Assim, uma vida ativamelhora a saúde física e mental e contribui na gerência de desordens como a depressão e a demência. Existe evidência de que idosos fisicamente ativos apresentam menor prevalência de problemas psicológicos e fisicos do que os não ativos.
Para os idosos o mais importante é sua própria autonomia,ou seja,a capacidade de executar e comandar suas ações.Qual quer pessoa que chegue aos oitentaanos capaz de gerenciar sua própria vida e determinar quando,onde e como se darão suas atividades de lazer,convívio social e trabalho certamente será considerada uma pessoa idosa saudável.
Vários estudos indicam que a atividade física é um recurso importante minimizar a degeneração provocado pelo envelhecimento,possibilitando ao idiso manter uma qualidade de vida.Também é importante no...
tracking img