Ecossistema bucal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 35 (8609 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O Ecossistema Bucal
Nós vivemos, desde o nosso nascimento, cercados por um número incontável de microrganismos. Muitos deles (calcula-se que cerca de 100 trilhões), na verdade, estabeleceram uma morada perene na superfície de nossa pele, de nossos dentes e das mucosas que têm contato com o meio externo. Assim, vários dos nossos compartimentos orgânicos abrigam uma série de microrganismos queinfectam esses locais mesmo no estado de saúde, constituindo as microbiotas próprias de cada local.
Começando a raciocinar em termos de Ecologia — razão deste capítulo — devemos entender, primeiramente, o motivo da não existência de uma microbiota única, igual em todas as regiões do nosso corpo; entender, por exemplo, por que a microbiota nasal é bastante diferente da vaginal e, ambas, daintestinal. Uma boa explicação inicial reside no fato de cada região ser um habitat diferente, de cada região oferecer diferentes condições ambientais. Existem diferentes composições teciduais, portanto diferentes receptores para a aderência e diferentes nutrientes necessários para cada microrganismo, diferentes teores de umidade, diferentes pH, maior ou menor teor de oxigênio, diferentes outros fatores, eé evidente que só colonizam uma certa região, um certo habitat, os microrganismos que se adaptam à sua condição ecológica. Não é por acaso, pois, que o termo “ecologia” é originado do grego óikos, que significa “casa, habitação”.
Existe, porém, no nosso corpo, um órgão ecologicamente especial, um local que, em função de sua complexidade anatômica, não alberga uma microbiota única, mas váriasmicrobiotas com diferenças marcantes em suas composições qualitativa e quantitativa: esse local é a cavidade bucal, o nosso campo de atuação médica. Na verdade, devido à existência dos dentes e do periodonto, a boca não é um sítio ecológico único, mas apresenta vários sítios ecológicos, cada qual com características ambientais próprias e, conseqüentemente, cada qual com sua microbiota peculiar. Assim,existe a microbiota das superfícies mucosas lisas, a microbiota da mucosa do dorso lingual que não é lisa, a microbiota da superfície dental sadia, a microbiota da superfície dental cariada, a microbiota do sulco gengival sadio, a microbiota da bolsa periodontal, portanto várias microbiotas dentro da boca.
Analisada como um todo, a microbiota bucal é a mais complexa de todo o nosso corpo: só debactérias existem mais de 30 gêneros diferentes, abrangendo mais de 500 espécies diferentes. Socransky e Haffajee (2002) relataram que, na boca, existem aproximadamente 350 espécies bacterianas já cultivadas e mais de 200 que foram reconhecidas por métodos genéticos. Em número total de microrganismos, a microbiota bucal só encontra um concorrente na microbiota intestinal, mas a bucal é bem maiscomplexa, em nú-
56© Direitos reservados à EDITORA ATHENEU LTDA.
mero de espécies, porque sem dúvida a boca é um habitat muito mais complexo que o trato intestinal, principalmente devido à existência dos dentes.
Como qualquer outra microbiota encontrada em qualquer outro habitat da Natureza, a microbiota bucal é constituída por microrganismos que são classificados como residentes ou comotransitórios.
•Residentes ou autóctones são as espécies sempre presentes na microbiota e, de acordo com sua freqüência, são subclassificadas como indígenas ou como suplementares.
Uma espécie residente é considerada indígena quando existe em altos números na microbiota, em proporção maior do que 1,0% do total de microrganismos.
A espécie residente é considerada suplementar quando ocorre em baixos números,ou seja, em proporção menor do que 1,0%; neste grupo, estão inseridas bactérias patogênicas como os estreptococos do grupo mutans, lactobacilos, Prevotella intermedia, Porphyromonas gingivalis, Candida albicans e Treponema spp, cujos números só aumentam se houver alteração ambiental.
•Transientes ou alóctones são as espécies ocasionais, vindas de outros habitats como ar, alimentos, bebidas e...
tracking img