Economia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3988 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O Banco Central do
Brasil e Suas Funções

Márcio Antônio Estrela
14 de Março de 2008

O Banco Central do Brasil e Suas Funções

Márcio Antônio Estrela
Chefe da Consultoria de Relações com Organismos Internacionais – Corin, no
Departamento da Dívida Externa e de Relações Internacionais – Derin.
Economista, fez pós em finanças e cursou o mestrado em Economia e Finanças
Públicas daFGV/SP.
Nos últimos anos participou do Workshop sobre Política Monetária e Operações de
Mercado Aberto, do Cemla, no México (2004); do Curso de Programação e Políticas
Financeiras, do FMI, em Washington (2005); do Seminário para Funcionários de
Gestão Econômica dos Países do Mercosul, na China (2005); e do G-20 Workshop
on Commodities and Financial Stability, em Washington (2007).
É autor de"Política Monetária e Cambial", capítulo do livro “Formação de
Negociadores em Comércio Exterior”, Esaf, Brasília, 2002.
Antes do Banco Central do Brasil, onde entrou em 1994, foi assessor econômico na
Seplan/MG.
Márcio Antônio Estrela

2

Bancos Centrais

• Configuração recente;

• Formaram-se
gradualmente
como
resposta à instabilidade dos incipientes
sistemas financeiros;

MárcioAntônio Estrela

3

Primeiras Funções

A prática bancária concentra em certas instituições
algumas funções que, mais tarde, definiriam as funções
de um banco central:
1ª - direito de emissão;
2ª - banqueiro do governo;e, com o passar do tempo,
3ª - depositário das reservas dos outros bancos;
4ª - prestamista de última instância.

Márcio Antônio Estrela

4

O Banco daInglaterra

Fundado em 1694 (século XVII), como sociedade anônima privada primeira instituição a, com o passar do tempo, agrupar de forma mais
clara as funções que hoje definem um banco central.
O direito de banco emissor (direito de emissão) na região de
Londres lhe é concedido em contrapartida ao fato de ter financiado a
Inglaterra na guerra contra a França (banqueiro do governo).
Devido aoaumento de prestígio e participação no mercado,
progressivamente, ao longo dos séculos XVIII e XIX, os demais
bancos passam a adotar a prática de manter depósitos no Banco da
Inglaterra (depositário das reservas dos outros bancos – banco
dos bancos) e, em função disso, a fazer a compensação via débitos
e créditos em contas naquela instituição (compensação
centralizada).
Márcio Antônio Estrela5

O Banco da Inglaterra

Como decorrência desse poder, o Banco da Inglaterra passou
a fazer empréstimos a instituições com problemas
momentâneos de liquidez (prestamista de última instância).
O crescimento do poder do Banco da Inglaterra evidenciou o
conflito entre o objetivo primário de maximização dos lucros e
o controle dos agregados monetários. Em função disso, a Lei
do Banco daInglaterra, de 1946, o estatizou e outorgou o
caráter de Banco Central.

Márcio Antônio Estrela

6

A Expansão do Modelo pelo Mundo

Revolução Industrial =>
=> expansão das atividades das grandes companhias =>
=> expansão do capital industrial =>
=> expansão do capital financeiro =>
=> necessidade de regulação e unificação da emissão =>
=> “demanda” por bancos centrais.

MárcioAntônio Estrela

7

A Expansão do Modelo para a América Latina
Atividades, na América Latina (e outras regiões), das grandes
companhias relacionadas ao fornecimento de matérias primas =>
=> grandes fluxos de investimentos para a região =>
=> demanda por serviços financeiros na região =>
=> surgimento/expansão de bancos comerciais na região =>
=> desenvolvimento das atividades bancárias semcontrole =>
=> instabilidade =>
=> necessidade de regulação e unificação da emissão =>
=> “demanda” por bancos centrais.

Márcio Antônio Estrela

8

Antecedentes do Banco Central do Brasil

- De 1808 a 1945
Chegada da família real
• Criação do Banco do Brasil
• crises do Banco do Brasil
•1821: retorno da família real a Portugal
•1829: dissolução do Banco
•1851: novo Banco...
tracking img