Economia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2867 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Anhanguera – Uniderp

FAV- FACULDADES ANHANGUERA DE VALINHOS


CURSO: CIÊNCIAS CONTABÉIS


ECONOMIAELIANA ALVES BARCELOS.................................................RA: 3830676696
GIOVANA ERICA REIS......................................................... RA: 5725162548
MARIA ELISA DA SILVA RODRIGUES............................... RA: 3873768047
THAIS OLIVEIRA BARROZO................................................RA: 4540818217
VALTERMONTEIRO LOPES..................................................RA: 5729161476


ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS
TUTOR: RONI EVERSON BUGLI

VALINHOS- SP
17/09/2012
SUMÁRIO:

INTRODUÇÃO:
1.-RAMOS DE NEGÓCIOS
2.-RAMO DE FASTFOOD
3.- QUANTO SE COMPRA E QUANTO SE VENDE.
3.1- COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR.
3.2- COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR.
3.3 - INFLUÊNCIAS DA ECONOMIA SOBRE O RAMO DE NEGÓCIOS ESCOLHIDOS.
4.- INFORMAÇÕES SOBRE O MERCADO CONSUMIDOR.
4.1 – HISTÓRICO DA EVOLUÇÃO DO MERCADO CONSUMIDOR
4.2 – OS MOTIVOS QUE FORAM RESPONSÁVEIS PELA EVOLUÇÃO DESTE MERCADO.
4.3 – EMPRESAS PARTICIPANTES DESTEMERCADO.
5. – CUSTO MÉDIO DA PRODUÇÃO.
5.1. –CUSTO MÉDIO DA CONCORRÊNCIA.
6. – INFORMAÇÕES DE REGIÕES ESCOLHIDAS.
7. – TAXA DE CAMBIO E INFLAÇÃO
8. – RESULTADOS FISCAIS

INTRODUÇÃO

O setor de alimentação está cada vez mais á expansão de grandes redes de comércio integradas ao sistema de franquias no território brasileiro onde o fast foodtem se destacado.
Pelo seu adiantado estágio de evolução no sentido de formatação e padronização das operações. O horário dedicado ás refeições é escasso e o fast food entra nessa conjuntura de um “novo tempo” no ambiente urbano. A expansão do fast food no Brasil foi uma conquista gradual e totalmente importada.
A década de 1980 foi o período de crescimento econsolidação de sistemas no Brasil, por isso, o mercado fast food ainda é pouco explorado. Porém, o interesse por parte de novos investidores tem aumentado significativamente devido ao aumento de pessoas que fazem suas refeições fora de casa, principalmente, nas grandes cidades. O Brasil é considerado um território com um grande potencial de expansão para o fast food, afinal, metade da população brasileiraque trabalha na área urbana já se encontram fazendo refeições fora de casa. E, com as projeções feitas nos estudos deste ramo, esta o volume de pessoas que entram em restaurantes, lanchonetes, fast food, etc, deverá crescer ainda mais.
O fast food nas metrópoles, faz parte do cotidiano, nas cidades menores, ele representa a “festa”. De um modo ou de outro, ele exerce seu fascínio, poisenquanto uns veem nessa “forma de comer” uma necessidade, outros encontram nele, realização, lazer, entretenimento. Dentro do sistema de franquia, o fast food é o segmento mais globalizante. Tal afirmativa tem coerência a partir do momento em que constatamos que esse segmento foi capaz de introduzir hábitos em sintonia com o tempo produtivista exigido pelo nível de reprodução do capitalismomundial. É um sistema de massa que atinge um mercado maior, passa por cima de costumes e tradição com o objetivo principal de atender à nova necessidade do mundo atual, a velocidade, para isso, acaba impondo um modo de vida normatizado.
Assim, o setor de alimentação fast food passou a caracterizar a modernidade, pois o ato de comer ganhou, a partir dele, funcionalidade e mobilidade,...
tracking img