Economia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1395 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
TRABALHO DE FUNDAMENTOS ECONOMICOS

1) Leia atentamente o texto a seguir e responda as perguntas (a) e (b).

“Raras e cobiçadas”
3 de janeiro de 2011 | 19h00 Celso Ming

A notícia correu o mundo: em setembro, a China, usando como pretexto um incidente sobre soberania territorial, suspendeu as exportações de terras raras para o Japão. O governo de Pequim negou o embargo.
Independentementedos vaivéns diplomáticos, o fato é que a China tem reduzido a exportação desse material estratégico e isso levanta no resto do mundo preocupações de todo o tipo.
Terras raras são um conjunto de 17 minerais não ferrosos cujos nomes esquisitos estão nos manuais de química: gadolínio, térbio, disprósio, lutécio… Até há pouco tempo eram apenas usados nos laboratórios de pesquisa.
Hoje, sãoessenciais na fabricação de produtos de alta tecnologia, como mísseis, ou em artigos de uso cada vez mais intensivo, como lâmpadas fluorescentes, telefones celulares, notebooks, painéis de energia solar e turbinas eólicas.
Apesar de o nome sugerir escassez, há jazidas em vários países, mas o seu processamento é caro e altamente poluidor. Isso explica o predomínio da China na mineração e no refino nasúltimas décadas. Em 2009, por exemplo, respondeu por nada menos que 97% da produção mundial.
Depois de ter reduzido em 40% as exportações de 2010 em comparação com as de 2009, dia 28 o governo da China avisou que vai restringir ainda mais os fornecimentos a partir do primeiro semestre deste ano. A informação chega num momento em que a demanda mundial já ultrapassa a oferta. Um relatório do Congressoamericano avalia a atual produção mundial em 124 mil toneladas por ano, enquanto o consumo já é de 134 mil toneladas, e deverá alcançar as 200 mil toneladas em 2014. Como se vê, a reciclagem vai ficar cada vez mais importante.
O maior prejudicado pelas decisões da China, o Japão (um dos principais importadores), começa a se mexer. Tóquio planeja investir 100 bilhões de ienes (US$ 1,2 bilhão) paragarantir o suprimento. Outros países estão nessa rota. No dia 15 de dezembro, o Departamento de Energia dos Estados Unidos divulgou documento que adverte sobre a necessidade de reduzir nos próximos 15 anos a dependência de metais raros de origem chinesa.”
Extraído do site do Jornal Estado de São Paulo, coluna do Celso Ming, publicada em 3 de janeiro de 2011, disponível:http://blogs.estadao.com.br/celso-ming/

Aprendemos que o problema fundamental da economia é a escassez. A economia é a ciência que estuda a maneira como esses recursos escassos são distribuídos com o objetivo de produzir bens e serviços para atender o consumo da sociedade.
a) A partir do conteúdo estudado, você diria que o conceito de escassez implica em escolha? Por quê? (2 pontos)
Sim, o conceito de escassezimplica em que tipo segmento escolher para as diversas atividades e nela saber quais serão as demandas tecnológicas ou de matéria-prima para se atingir o produto final elaborado, neste caso, usinas eólicas, notebooks etc necessitam deste material vindo da china; porém governos já se mexem visando alternativas, seja em outras fontes ou outros tipos de material usar em substituição. As tecnologias seajustam conforme o tipo de recursos humanos e matéria-prima temos a disposição.

b) Em caso positivo, dê dois exemplos relacionados ao texto que caracterize a necessidade de escolha em situação de escassez. (2 pontos)

1. O Brasil pra se ver livre da dependência econômica do petróleo internacional, direcionou tecnologia para veículos movidos a biocombustíves (biodiesel e álcool);

2. O Brasilpra se ver livre da dependência tecnológica aeronáutica militar internacional, fez a escolha, aproveitando a alta demanda que o país terá no reaparelhamento militar em equipamentos aeronáuticos, de fechar com o país estrangeiro que introduza e abra o conhecimento tecnológico em parceria com empresas brasileiras para a fabricação de caças e navios militares aqui no País, visando evitar escassez...
tracking img