Economia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 34 (8416 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
DE SMITH A PORTER: UM ENSAIO SOBRE AS TEORIAS DE COMÉRCIO EXTERIOR
ARTIGO – ECONOMIA DE EMPRESAS
Recebido em: 23/09/2005 Doutorando em Administração no CEPEAD/FACE/UFMG. Professor de Finanças em Aprovado em: 27/03/2006 cursos de graduação e pós-graduação. E-mail: eduardocoutinho@bol.com.br

Eduardo Senra Coutinho

Fernando de Vilhena Lana-Peixoto
Bacharel em Economia pela FACE/UFMG.E-mail: fvilhena@cedeplar.ufmg.br

Paulo Zschaber Ribeiro Filho
Bacharel em Economia pela FACE/UFMG. E-mail: paulozf@yahoo.com.br

Hudson Fernandes Amaral
Doutor em Administração pela Université Pierre Mendès France – Grenoble II – École Supérieure des Affaires (Grenoble - França). Professor Adjunto do CEPEAD/FACE/UFMG e Chefe do Departamento de Ciências Administrativas da FACE/UFMG. E-mail:hfamaral@face.ufmg.br

RESUMO A teoria clássica de comércio exterior procura explicar o comércio internacional a partir da produtividade relativa dos fatores de produção, determinando que o fluxo do comércio resulta de uma dotação inicial desses fatores. Ou seja, os países devem se especializar na produção dos bens para os quais possuam vantagens comparativas, oriundas da abundância dos fatoresutilizados na produção desses bens. Por outro lado, a teoria das vantagens competitivas buscou elucidar empiricamente as determinantes da capacidade competitiva de determinados países, com o objetivo de verificar como emergem as vantagens obtidas no comércio internacional. Trata-se de buscar uma resposta para aquela que parece ser a pergunta central a ser respondida: por que empresas baseadas emdeterminadas nações alcançam sucesso internacional em segmentos e indústrias distintos? Diante disso, este trabalho procura realizar uma análise comparativa entre as teorias clássicas de comércio internacional e seus desenvolvimentos posteriores, os modelos baseados no desenvolvimento do mercado interno e na concorrência monopolística e a contribuição de Porter para o assunto. Palavras-chave: ComércioCompetitividade nacional. internacional, Vantagens comparativas, Vantagens competitivas e

FROM SMITH TO PORTER: AN ANALYSIS OF FOREIGN TRADE THEORIES ABSTRACT The classic theory of foreign trade explains international trade beginning with the relative productivity of the factors of production to show that the flow of commerce results from an initial endowment in these factors. Countries mustspecialize in the production of goods for which they have a competitive advantages stemming from the abundance of the factors involved in this production. The theory of competitive advantages further empirically explains the competitive capacity determinants of certain countries in order to perceive how these advantages are achieved in international commerce. An answer is sought for the key questionof why companies based in certain countries attain international success in the diverse segments and industries. A comparative analysis includes the classic theories of foreign trade and their future developments, models based upon the development of the internal market and on monopolistic competition as well as the contribution of Porter to this subject. Key words: International competitiveness.trade, Comparative advantages, Competitive advantages, National

Revista de Gestão USP, São Paulo, v. 12, n. 4, p. 101-113, outubro/dezembro 2005

Eduardo Senra Coutinho, Fernando de Vilhena Lana-Peixoto, Paulo Zschaber Ribeiro Filho e Hudson Fernandes Amaral

1.

INTRODUÇÃO

objetivo era o superávit comercial, que deveria ser atingido a qualquer custo. Smith (1985), publicadooriginalmente em 1776, desenvolveu a teoria das vantagens absolutas como a base do comércio internacional. A vantagem absoluta de um país na produção de um bem resulta de uma maior produtividade, ou seja, da utilização de uma menor quantidade de insumo1 para produzir esse bem enfrentando menores custos. O autor postulou que nem sempre é necessário que um país obtenha excedentes de comércio exterior para...
tracking img