Economia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (519 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
-------------------------------------------------
Instituição: Universidade Federal de São João Del-Rei
-------------------------------------------------
Curso: Bacharelado em AdministraçãoPública
-------------------------------------------------
Pólo:  Franca SP
-------------------------------------------------
Disciplina: Introdução a Economia


1) Dentro do pensamento clássico,aparece a figura da mão invisível de Adam Smith. O que se entende por essa mão invisível e qual o papel do governo em um mercado que queira valer essa mão invisível?
Adam Smith era um liberal, entendiaque o papel do estado na economia deveria ser mínimo, cabendo ao mercado sua auto gerencia, estende-se por mão invisível a capacidade da economia de encontrar seus caminhos sem que seja necessária aintervenção do Estado cabendo a este;
* Proteger a sociedade da violência e da invasão de outras sociedades.

* Proteger na medida do possível, todo membro da sociedade da injustiça opressão dequalquer de seus membros ou oferecer uma perfeita administração da justiça.

* Fazer e conservar obras públicas, criar e manter instituições que não despertem interesse de qualquer individuo ougrupo, visto que o lucro nunca cobriria as despesas, apesar de quase sempre tais despesas pudessem beneficiar a sociedade como um todo.
(Fonte- Introdução a Economia- Mendes, Carlos Magno e outros,)2) A escola Keynesiana é pró ou contra a lógica da mão invisível de Adam Smith? Qual o papel do Estado na Escola Keynesiana?
Para John M Keynes o sistema capitalismo padece de instabilidade e nãohá a dita harmonia pregada pela escola clássica.
Keynes defende a intervenção do Estado na economia em momentos de crise, sendo um dos motores da economia, gerando com investimentos, o aumento nonúmero de empregos que por conseqüência coloca mais consumidores no mercado, alimentando toda uma ciranda econômica.
Para Keynes o Estado tem que ser interventor.

3) De acordo com o texto...
tracking img