Economia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6378 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
TRABALHO DE ECONOMIA - texto
1. EMPRESA:
1.1. Conceito
Parece uníssona hoje a noção da empresa como instituição fundamental do desenvolvimento sócio-econômico. É em torno dessa fantástica figura que cada vez mais gravitam toda uma gama de interesses a ela atribuindo-se parcela considerável da prosperidade forjada ao longo da história.
Etimologicamente, o vocábulo empresa “é derivado do latimprehensus, de prehendere (empreender, praticar), possui o sentido de empreendimento ou cometimento intentado para a realização de um objetivo” (SILVA 2004, p.522).
1.2. Objetivos
Objetivos são regras de decisão que habilitam a administração a orientar e medir o desempenho de uma empresa na direção de seus fins.
Toda e qualquer organização empresarial é racionalmente orientada para a realizaçãode seus objetivos. A definição de qual seja este objetivo, contudo, não é um exercício trivial, uma vez que existem diversas teorias concorrentes que explicam a natureza da firma, de seu papel na economia, as preocupações dos proprietários ou empresários e a necessidade de considerar-se os interesses de outras partes interessadas nos resultados da empresa.
Representativas dessa variada pauta deobjetivos possíveis são a moderna Teoria dos Stakeholders e a Teoria Clássica da Firma. A primeira encontra na obra de Freeman (1984) sua base teórica. A segunda, mais antiga, remonta ao século XVIII; apresentou diversas evoluções e para fins deste estudo pode-se destacar a obra de Friedman (1962), Nobel de Economia, quem defende a empresa possuir um único objetivo: o desempenho econômico.
ATeoria Clássica da Firma é abordada na área de finanças, cuja tradição é empregar métodos quantitativos em estudos empíricos. Explica que o objetivo da firma é a maximização do lucro, o que representa a maximização da riqueza do acionista. (MCGUIGAN; MOYER; HARRIS, 2004). A Teoria dos Stakeholders possui origens na sociologia, comportamento organizacional e administração de conflitos, em que nosestudos empíricos predominam métodos qualitativos. Propõe o estabelecimento de um conjunto de objetivos diferenciados, tendo em vista a necessidade de se considerar o interesse de outras partes interessadas no negócio. (WHITTINGTON, 2002).
Por fim, no que tange as discussões sobre o objetivo das empresas, questões básicas precisam ser respondidas por qualquer corporação, tais como: qual é o realobjetivo da empresa? Em função de quais interesses as organizações devem ser geridas? Quais devem ser os critérios para tomada de decisão e avaliação de desempenho? Como devem ser definidos os tradeoffs entre os diversos interesses conflitantes nas corporações?
2. MERCADO
Na economia capitalista quem decide o que, como, quanto, para quem, quando e onde produzir, não é uma pessoa nem uma instituiçãoespecífica. A decisão cabe, sem dúvida, a alguém, mas esse alguém a dar uma resposta é o mercado. O homem apenas serve de seu porta-voz ao discernir seu movimento, para onde aponta o mercado.
O termo mercado vem tomando um sentido diferente do tradicional, pois a definição mais antiga deste termo está colocada de acordo com a visão clássica do século XVIII. Nos tempos do mercantilismo, dosfisiocratas, o mercado nada mais era do que uma feira livre, porém isto significa dizer um ponto de encontro entre consumidor e produtor, isto é, o intercepto entre ofertantes e procuradores em negociação. O encontro entre os produtores e os ofertadores estipula o preço a ser cobrado, e as quantidades a serem vendidas no mercado, mesmo que exista uma contabilidade de tal determinação.
Contudo, o mercadopossui hoje em dia um sentido mais amplo, e diferente dos tempos de QUESNAY (1758), de SMITH (1776), de RICARDO (1817), de MARX (1867), e de muitos outros clássicos da economia tradicional, visto que a evolução dos tempos modificou as relações sociais, proporcionando um conceito distinto da visão tradicional de percepção do termo mercado por qualquer tipo de produto.
A definição mais geral que...
tracking img