Economia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2026 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Economia – Guilherme
1. Explique a importância do gasto em investimentos para o Sistema Econômico.
R- Investimento é, na verdade, um gasto que visa um retorno, e é produtivo. Um investimento de produção pode ser direto (investimento) e indireto (aplicação). Gastos são todos os sacrifícios para aquisição de um bem ou serviço, com pagamento no ato (desembolso) ou no futuro (dívida). Gastando–seem investimentos, se pode conseguir um maior retorno no futuro, e assim fazer com que todo o sistema econômico se movimente. Aumentando o investimento, conseguirá aumentar o número de empregos e conseqüentemente melhorar a renda das pessoas.

2. Explique como ocorre o Multiplicador Keynesiano do Investimento.
R- Multiplicador Keynesiano do Investimento:
Segundo Keyne o governo interfere naeconomia, diz que o equilíbrio de mercado até pode acontecer, mas o que realmente acontece é o desequilíbrio de mercado (oferta diferente da demanda). É subdividido em duas etapas:
- investimento público
- investimento privado
O conceito do Multiplicador Keynesiano é de que o investimento público em setores estratégicos gera investimentos privados em volume maior que o investimento públicoinicial. Nenhum governo é forte o suficiente para mudar um cenário econômico de crise sozinho, quem faz isso é o setor privado que gera valores maiores.
Keynes utiliza a taxa de juros mais a sua expectativa e aí determina o investimento e a aplicação (taxa de juros alta + expectativa = aplicação ou taxa de juros baixa + expectativa = investimento).
Para poder aumentar minha renda, eu preciso aumentarminha produção. Para demandar algo eu preciso ofertar alguma coisa. É esse o principio da Lei de Say. Sem produção, não existe demanda. A produção me permite demandar.
Keynes, ao explicar o multiplicador, afirma que o consumo de uma pessoa é a renda de outra pessoa e assim sucessivamente. O que ele se esquece de dizer é que o consumo de um indivíduo só é possível se ele produzir algo de útil. Oconsumo por si só não “aumenta renda”. O que aumenta a renda é a poupança. Poupança permite o investimento em capital físico, capital humano e tecnologia. Tais investimentos aumentam a produtividade da economia e, conseqüentemente, o poder aquisitivo do país.
Sabe-se que o consumo tende a crescer com uma elevação da renda e que o crescimento menos proporcional daquele permite a poupança de umamaior parcela da renda. Nos moldes primitivos essa poupança seria o próprio investimento, o que significa que a oferta, nesse caso gera sua própria demanda.
O multiplicador Keynesiano, multiplica o gasto autônomo mais o investimento, determinando a renda. O aumento do gasto autônomo através do investimento provoca tanto um aumento na demanda agregada como uma elevação da renda através da propensãoa consumir. Assim sendo sempre que o investimento se eleva, ocorre um aumento multiplicado da renda até que, dado consumo, tem-se uma poupança equivalente ao investimento. Da mesma forma, mantido o investimento constante, caso se busque aumentar a poupança, reduzindo-se consumo, reduz-se o multiplicador, provocando queda na renda até que a poupança se equilibre com investimento. A idéia é que oinvestimento determina demanda agregada e conseqüentemente o nível de renda e nível de emprego.
Com baixo investimento, renda e demanda são baixas e nível de emprego também, independente do nível salarial dos trabalhadores. Isso caracteriza desemprego involuntário, onde a tentativa de ampliar uma poupança baixa para ampliar o investimento, como se suponha a ortodoxia neoclássica, só piora asituação. Para Keynes, os empresários se envolvem em dois tipos de decisões: quanto produzir - quanto contratar de mão-de-obra para operar a capacidade produtiva existente - e quanto investir, ou seja, quanto gastar para ampliar essa mesma capacidade.
No curto prazo as decisões são tomadas pelas expectativas de demanda em termos imediatos: com crescimento das vendas e queda nos estoques, amplia-se a...
tracking img