Economia e mercado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 57 (14212 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
HISTÓRIA DO PENSAMENTO ECONÔMICO

MERCANTILISMO, FISIOCRACIA E O LIBERALISMO ECONÔMICO


No século XVIII nasceram os fundamentos da Ciência Econômica moderna. O problema que norteava esta ciência era a fonte da riqueza de uma nação.
A pergunta era: a fonte da riqueza está no comércio, na agricultura, na força da natureza ou no trabalho humano?
Os mercantilista foram os primeiros atratar deste problema, enfocando os Estados nacionais e assim, enfrentaram dois problemas distintos, um interno e outro externo.
O interno relacionava-se a unidade, ou seja a edificação do poder nacional local, que sigificava a criação de um sistema monetário e de cunhagem unificado, sistema nacional de pesos e medidas, eliminação da cobrança de pedágio em estradas e rios e um sistema nacional deimpostos e tarifas.
Os mercantilistas preocupavam-se com a política econômica, com saldos favoráveis na balança comercial, com o estoque de metais preciosos e com o poder do Estado. Eram a favor da restrição as importações e estímulo a exportações.
A economia nacional afirmou-se no fortalecimento do poder político dos monarcas em detrimento da nobreza. Os monarcas contaram com os mercadores epequenos proprietários de terra que se beneficiavam com o comércio.
A meta fundamental da política nacional eram: o desenvolvimento do comércio e o crescimento do poder em negócios internacionais.
Dois grupos despontaram nesta época os juristas (interpretação e definição das relações econômicas) e os funcionários do governo e a corte real.
Assim, as políticas e teorias surgidas nesta época foramchamadas de Mercantilismo, que definiu como fonte de riqueza de uma nação o comércio, sendo o primeiro corpo teórico organizado de pensamento econômico moderno.
Descontentes com a isenção da nobreza de pagamento de impostos, enquanto camponeses e fazendeiros pagavam altos tributos, além da corrupção, ineficiência e evasão de impostos, surgiu em contraposição, a Fisiocracia, representada porFrançois Quesnay.
Para Quesnay, que discordava dos mercantilista de que a riqueza originava-se do comércio e da indústria, afirmava que a agricultura, permitiria a obtenção de excedente superior ao esforço empregado na produção.
Desta forma, para os fisiocratas a riqueza provinha da terra, que continha as forças geradoras da natureza. A indústria apenas transformava o que a natureza produzia, ocomércio só mudava de local e de dono e, da terra poderia-se extrair o excedente.
Na teoria fisiocrata, a sociedade dividia-se em camponeses, latifundiários e artesãos. Para eles a única classe produtiva é a dos agricultores.
O surgimento do Liberalismo Econômico foi no início do século XVIII, firmando-se no século XIX e sobrevivendo até os dias atuais.
Os primeiros liberais combatiam as barreiras aocomércio internacional e lutavam pelo fim de tarifas, monopólios e regulamentações.
Para estes autores (North, Hume, Cantillon, Locke, entre outros) a fonte da riqueza encontrava-se no trabalho humano. Surgiu assim, a Teoria do Valor-Trabalho, afirmando que:
“A natureza oferece poucos bens que as pessoas podem usar em sua forma natural: quase todos os produtos naturais precisam ser transformadospelos esforços humanos antes de poder satisfazer o desejo do homem. Sem esforços produtivos, os produtos naturais não tem valor.”
Locke vai unir a idéia sobre trabalho e produção de riqueza à de propriedade privada, transformando assim, a propriedade privada na pedra fundamental da ideologia liberal.
Para os liberais o crescimento econômico nacional só seria possível através da proteção dapropriedade privada. Caso contrário o incentivo a trabalhar seria reduzido e a produção de riquezas diminuiria.
A Escola Clássica surge tendo como foco central teorias de crescimento econômico à longo prazo e o modo como ocorria a distribuição da renda entre as diversas classes sociais e sua influência neste crescimento, além disso, deu ênfase a oferta, ou seja, a produção. Seus principais...
tracking img