Economia politica - evolucao da ciencia moderna

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1082 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
 ANTIGUIDADE    
A ciência na Antiguidade formava um corpo único com a filosofia e, em decorrência disso, não é fácil, utilizando-se os critérios atuais a delimitarem estas duas áreas do conhecimento, reconhecer uma autêntica ciência antiga a se apoiar na experimentação. Não havia a preocupação em distinguir doutrina filosófica de teoria científica, no sentido que hoje se dá aos termos. Pelocontrário, as experiências, quando passíveis de execução, destinavam-se mais a somar argumentos favoráveis a uma doutrina mais geral do que a propor leis particulares ou específicas.
            Na medida em que os equipamentos laboratoriais foram se sofisticando, o ser humano passou a valorizar a especialização. Na Antiguidade, graças aos parcos recursos experimentais, seguia-se um caminhoinverso, a caminhar do geral para o particular. Ora, a observação do geral presta-se mais a argumentações do que a medições; e argumentos desse tipo prestam-se mais a críticas através do diálogo do que a contraprovas experimentais. E a sistematização dos conhecimentos assim adquiridos, ainda que eventualmente comprovados para casos particulares através da experimentação, assumia a condição de doutrina.Em essência, não há como distinguir o ideal perseguido por um filósofo da Antiguidade daquele perseguido pelos proponentes das teorias científicas unificadoras, ainda que seus pontos de partida sejam, à primeira vista, antagônicos.
            É importante deixar claro que a experimentação não é exclusividade da ciência moderna. Experimentadores como Arquimedes, Erastóstenes ou Heron não ficamnada a dever aos melhores experimentadores da atualidade. Houve sim um novo enfoque dado à experimentação na atualidade, a propor uma delimitação entre o pretenso conhecimento objetivo produzido pela ciência e o conhecimento filosófico, a se apoiar num racionalismo subjetivo.

MERCANTILISMO
Apesar de não ser bastante significativa a contribuição do mercantilismo à ciência econômica, foramdifundidas algumas ideias importantes, de modo isolado, que acabaram influenciando uma nova fase da evolução do pensamento econômico, a fase científica da economia.

FISIOCATRA
Pensadores de grande destaque que foram Smith e Ricardo, assim como os Fisiocratas, criaram grandes teorias visando explicar as relações econômicas entre as classes sociais. Outros pontos de grande destaque em seus estudosforam a origem da renda, o valor das mercadorias, as relações de troca, a criação e distribuição da riqueza na sociedade, a divisão do trabalho e a geração do excedente econômico. Smith e Ricardo formularam teorias visando explicar qual seria a melhor forma de os países manterem relações comerciais internacionais. Os séculos XVII e XVIII se destacaram com o surgimento de grandes teorias econômicasem uma época em que não ainda estudos ligados a economia e neste contexto surgem os
Fisiocratas, Smith e Ricardo trazendo grandes avanços para as Ciências Econômicas

ESCOLA CLASSICA
Surgiu na França o pilar da Escola Clássica, comandado por Henry Fayol -  engenheiro -, nascido na Grécia e educado no França, onde trabalhou e desenvolveu seus estudos.
Na Teoria Clássica de Fayol e seusseguidores a ênfase é posta na estrutura da organização. O objetivo é buscar a maior produtividade do trabalho, maior eficiência do trabalhador e da empresa.
A Teoria Clássica da Administração partiu de uma abordagem sintética, global e universal da empresa, com uma visão anatômica e estrutural, enquanto na Administração Científica a abordagem era fundamentalmente operacional (homem/máquina).
ESCOLANEOCLASSICA
Um corpo teórico mais tarde chamado de 'economia neoclássica' ou 'economia marginalista' se formou entre 1870 e 1910. A expressão economics foi popularizada na língua inglesa por economistas neoclássicos como Alfred Marshall, como substituto para 'economia política'. A economia neoclássica sistematizou a oferta e demanda como determinantes conjuntos do preço e da quantidade...
tracking img