Economia moeda de troca qvt

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1582 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Moedas e bancos

Moedas e bancos

12.1 Introdução
Estudar a moeda é uma atividade que tem fascinado os
homens desde a Antigüidade. Nossa sociedade é
inconcebível sem a moeda, pois seu papel informacional e
eliminador de incertezas é um elemento-chave no mundo
atual.
Além disso, a moeda é o principal insumo e produto de
bancos e demais instituições financeiras, incluindo o BancoCentral.

Assim, a tarefa deste capítulo é apresentar um quadro
geral sobre a moeda, destacando sua evolução histórica,
suas características, suas funções e definições no Brasil,
sua oferta e demanda e seu uso na política monetária.

Moedas e bancos

12.2 Evolução histórica da moeda
A moeda acompanha o homem desde os primórdios da
civilização. Sua evolução pode ser vista através deestágios, sendo que cada estágio caracteriza-se por ser
mais eficiente que o anterior.
1º estágio  Pré-economia monetária ou escambo
- relações de troca esparsas e esporádicas

- a noção de propriedade individual é vaga
- à medida que as trocas aumentam, surge a
necessidade de uma eficiência maior, que se traduz na
criação de unidades de medidas, padronização de contratos
e formas de moeda maisevoluídas.

Moedas e bancos

12.2

Evolução histórica da moeda

2º estágio  Moeda mercadoria
- com o surgimento das primeiras formas de moeda, as
trocas passaram a ser indiretas
- primeiras formas de moeda surgem como
mercadorias de aceitação geral, como por exemplo gado,
ossos, sal, etc...

3º estágio  Moeda simbólica
- moedas feitas com metais preciosos, que suprem
muitas daspropriedades que faltavam às anteriores.
- a moeda cunhada tem a vantagem de ser aceita sem
contestação, e tem circulação forçada pela lei __ é a moeda
de curso legal.

Moedas e bancos

12.2

Evolução histórica da moeda

4º estágio  Moeda escritural
- O surgimento da moeda escritural originou, de certa
forma, os sistemas financeiros modernos.
- Quando o ouro e a prata passaram aser utilizados
como moeda, era comum que fossem depositados em
cofres de ourives. Estes, por sua vez, emitiam um
certificado aos proprietários, atestando a guarda de
determinada quantidade de metal precioso. Estes
certificados eram transacionados como meio de troca.
- Com o tempo, os ourives notaram que era impossível
que todos os depositantes viessem de uma vez só para
retirar todo o outrodepositado. Assim, começaram a
emprestar o ouro que ficava ocioso, por meio de novos
certificados, a uma taxa de juros suficiente para compensar
os riscos.

Moedas e bancos

12.2

Evolução histórica da moeda

5º estágio  Moeda sofisticada
- A concorrência, a tecnologia e a globalização
impuseram um novo dinamismo à economia e à moeda.
- Hoje, a maioria das transações monetáriasocorre
eletronicamente, sendo difícil definir, portanto, moeda.

Moedas e bancos

12.3 Características da moeda
Quase todas as moedas nacionais são fiduciárias, ou
seja, circulam por força da legislação de cada país.

É aceito como moeda o instrumento que cumpra três
funções:
meio de troca
unidade de conta (os ativos das pessoas, firmas, ou governo
são denominados em moeda,possibilitando comparações)

reserva de valor ( possibilita que os consumidores optem pelo
consumo presente ou futuro)

Moedas e bancos

12.4 Definições de moeda no Brasil:
os agregados monetários
Papel-moeda emitido
Corresponde à quantidade de papel-moeda que o Bacen
emite e coloca em circulação. Parte deste papel-moeda
emitido vai para o caixa dos bancos, e a outra parte
constitui opapel-moeda em circulação.
Parte do papel moeda em circulação está em poder dos
bancos, constituindo seus encaixes para fazer frente às
ordens de saque de seus correntistas. O restante está em
poder do público.

Capítulo 12
Moedas e bancos

12.4

Definições de moeda no Brasil: os agregados
monetários

Assim,
PMPP = PMC – PMPB
Onde:
PMPP = papel-moeda em poder do público
PMC =...
tracking img