Economia informal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (676 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Em vez de serrem um foco de crescimento e prosperidade, as cidades tornaram-se o depósito de lixo de uma população excedente que trabalha nos setores informais de comércio e serviços, semespecialização, desprotegida e com baixos salários.
Esses homens e mulheres não eram trabalhadores, mas capitalistas de calças rasgadas, que cumpriam uma variedade enlouquecedora de papeis, capas de frustarqualquer tentativa de classificação, chamados até de microindustias.
Durante a época anterior a industrialização e substituição de importação foi a redução relativa do emprego informal, em toda a américalatina.
A população de trabalhadores informais a partir de 1980 constitui cerca de dois quintos da população economicamente ativa do mundo em desenvolvimento.
Na américa latina a economia informalmovimenta 57% da força de trabalho e oferece quatro de cinco novos empregos.

Na china, milhões de migrantes rurais agaram-se a vida urbana .
E apesar desses empregos informais tendem a fazer usointensivo de mão de obra e possam absorver número significativo de trabalhadores, questionam sua eficiência econômico e seu potencial produtivo.
A classe trabalhador informal, hoje, tem quase 1 bilhãode pessoas e constitui a classe social de crescimento mais rápido.
A china urbana, em rápida industrialização, há uma proliferação de atividades informais rudimentares que oferecem meios desobrevivência aos pobres urbanos.
Também, o trabalho informal, é uma força de trabalho para a economia formal, pois, muitas empresas exploram o trabalho informal para obter lucros.
Mas na verdade ocrescimento dos empregos informais é a queda do emprego formal.
Nos paises em desenvolvimento grande parte da massa transbordante não consiste de protelarios legais oprimidos, mas de pequenos empresáriosextralegais oprimidos.
O setor informal pode ser dividido em pelo menos dois subsetores: um intermediário, que surge como reservatório de empreendedores dinâmicos, e a comunidade dos pobres, que...
tracking img