Economia brasileira

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1374 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CRISE EXTERNA
E ENDIVIDAMENTO PÚBLICO



30 ANOS DE CRISE



1973 - Primeira crise

1º Choque do Petróleo – 1973

Primeira crise do petróleo exige dos governos no mundo grandes ajustes, mas o Brasil preferiu continuar crescendo com empréstimos externos. A dívida externa chegou a US$ 12,6 bilhões no fim daquele ano.
O choque se originou após a Guerra do Yom Kippur, entreIsrael e os países árabes. Como os EUA haviam apoiado os israelenses na guerra, os árabes, que faziam parte do cartel da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), decidiram interromper o fornecimento para os EUA, Europa e Japão. Com a redução da oferta, o preço do barril passou de 3 para 12 dólares em três meses. O período, que foi conhecido como o Primeiro Choque do Petróleo,causou uma forte recessão na economia mundial. Na época o Brasil importava a maior parte do que consumia e sofreu sérias conseqüências.
No período do Milagre Econômico – 1968/1973 – o PIB brasileiro cresceu a médias anuais superiores a 10% e a bolsa despertava um forte interesse nos investidores brasileiros, mas o Choque contribuiu para que nossas bolsas passassem por um longo período deestagnação. O grande problema foi que o Governo brasileiro reagiu devagar demais à crise. Como optou por uma manutenção da estratégia de crescimento às custas do endividamento externo, acumulou uma divida muito alta que iria pesar muito nos anos 80. E ainda, não fez todos os investimentos adequados pra enfrentar a situação.



1979 - Segunda crise

2º Choque do Petróleo – 1979
Oinício da segunda crise do petróleo com a revolução do Irã leva os preços a dispararem novamente, mas, diferentemente da primeira crise, essa é mais prolongada, por isso a dívida brasileira começou a disparar
Também motivado por questões políticas, só que desta vez envolvendo apenas o Irã, O 2° Choque ocorreu em meio a Revolução Iraniana, liderada pelo aiatolá Ruhollah Khomeini. A revoluçãoacabou com a monarquia e o país passou a ser uma república islâmica. O período turbulento foi marcado por protestos e deixou o setor petrolífero do Irã devastado. O Irã era um dos maiores produtores do mundo, mas quando Khomeini assumiu a produção estava baixa devido aos conflitos, e aí se fez valer a Lei da Oferta e da Procura.
Consequência: o preço do barril triplicou, passandode 12 para 36 dólares. Somente na segunda metade da década de 1980 que o valor do petróleo passou a diminuir.A situação no Brasil, que já não era das melhores ficou péssima. Em 1979, o país estava muito mais pobre e mais endividado do que em 1974.
O Choque contribuiu para aumentar o tamanho da divida externa e nos transformar em um país extremamente vulnerável. Nos anosseguintes ao Choque, a situação só piorou.



1981 - Recessão no Brasil

Brasil tem seu primeiro ano de recessão, diante da queda do preço das commodities e restrição maior de liquidez no mundo, consequência da elevação da taxa de juros dos EUA, ameaça o fluxo de recursos no mercado internacional.



1982 - Moratória mexicana

Diante da restrição de crédito externo, oMéxico, que também crescia com base em empréstimos externos, decreta moratória (suspensão do pagamento da dívida externa) e coloca em risco todas as economias em desenvolvimento do mundo. Mais de 40 países recorreram ao FMI, incluindo o Brasil, que viu a retração de seu PIB em 5% e a inflação ultrapassar os 200%



1982 - Brasil pede ajuda ao FMI

Reunião do FMI em Toronto não defineum esperado pacote de ajuda aos países subdesenvolvidos. Nesse encontro, o governo brasileiro descobriu que estava no topo da lista de apostas do país que seria o próximo a quebrar.
O governo brasileiro procura formalmente o FMI em busca de um pacote de ajuda e chama todos os seus credores para renegociar os pagamentos programados. A dívida externa chega a US$ 83,2 bilhões, com US$ 13 bilhões...
tracking img