Economia aplicada

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2168 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS






ECONOMIA APLICADA

RICARDO JUNIOR









SANTOS
JULHO/2011


Trabalho apresentado ao Professor Luiz Gustavo Baptista, da disciplina Fundamentos de Economia Aplicada da turma 29 do curso de MBA em Gestão Empresarial.
Santos, 29/07/2011

1 – INTRODUÇÃO









O presente trabalho tem por objetivo analisar e responder as questõesdas páginas 11, 12,13 e 14 da apostila da Matéria Economia Aplicada, referente ao caso da Pastelaria do Sr. Stronger e questões para revisão.













QUESTÕES PARA O ESTUDO DE CASO: SR. STRONGER – PÁGINA 11

1 – Dentre os fatores que determinam a demanda de um produto, qual deles influenciou a mudança do perfil do comércio do Sr. Stronger?
Resposta: Dentre os fatores quedeterminaram a demanda de um produto e que influenciou a mudança do perfil do comércio do Sr. Stronger, podemos considerar o gosto pela dobradinha Pastel e caldo de cana, como também a população mais jovem, composta por casais acompanhados de seus filhos ainda crianças ou entrando na adolescência.

2 – Com relação à classificação dos diversos tipos de bens, como pode-se considerar o pastel e ocaldo –de -cana comercializado pela Pastelaria Stronger? E em relação aos pasteis, como podem ser classificados os sanduíches oferecidos pela concorrência.
Resposta: Podemos classificar e considerar o Pastel + caldo-de-cana como bens complementares e pastel X sanduíches são bens substitutos.

3 - Quanto a demanda de pasteis, o que poderá ocorrer se realmente se confirmarem os rumores de que osprodutores de cana – de - açúcar estão destinando sua produção para as usinas de álcool?
Resposta: Se confirmado a destinação da produção de cana – de – açúcar para as usinas a demanda de pasteis poderá cair, em resumo: Oferta oara o caldo desce, preço do caldo sobe e preço do combo sobe.


4 - Porque a estratégia de redução de preços da concorrência pode afetar os negócios da pastelaria?Resposta: Porque os consumidores terão a oportunidade de escolha (Bens substituídos) quando forem se alimentar, reduzindo a receita do Sr. Stronger.


5 - Em relação a elasticidade de demanda, como pode ser classificada a demanda dos produtos da nova loja de fast-food inaugurada em frente a pastelaria?
Resposta: É considerada uma demanda inelástica, pouco sensível as variações, visto que não háprodutos que os substituam.

6 - Preocupado com a rentabilidade de um novo investimento, qual deveria ser a quantidade produzida e comercializada pela nova pastelaria, tendo em relação os custos desse novo empreendimento?
Resposta: Ponto de Equilíbrio Operacional:
QE= ( 12.000+5.000 ) / ( 4 – 2,5 )
QE= 11.333 combos

7 - Qual deveria ser a estratégia dominante para as alternativas entrereduzir ou não reduzir preços?
Resposta: A estratégia dominante seria a de ambos reduzirem o preço.


8 - Diante da situação macroeconomia, é atrativo para o Sr. Stronger abrir uma nova pastelaria na cidade de Casimiro de Abreu? Por que?
Resposta: Não é viável em função da pouca demanda que existirá para o bem cana – de- açúcar que é o atrativo maior para o negócio e também pela falta deinvestimento, e que da renda per capita em função da redução dos royathes.

9 - Como a abertura de uma agência de microcrédito e fomento pode ajudar no novo empreendimento do SR. Stronger e na região de Rio ds Ostras?
Resposta: A abertura poderá ajudar com a oferta de juros baixa e prazos longos, aumentando a renda, investimentos, emprego e consumo.

10 - Sabendo que a Região de Rio da Ostras é umaregião turística e que também vive da exploração do petróleo, qual seriam os efeitos de uma desvalorização cambial, ou seja, do aumento da taxa de câmbio?
Resposta: Com a desvalorização cambial, haveria uma queda dos royalties para o município e conseqüentemente uma queda de investimento para a cidade. No entanto, com a desvalorização cambial, um número maior de estrangeiro poderia aproveitar a...
tracking img