Ecologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1519 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Alunos(as): Aline de Souza Peres, Caroline Teixeira Ito e Huang Mei Hua.
Professor: Marco Aurelio Alves de Oliveira.
Ecologia e meio ambiente.
Educação ambiental – natureza, razão e história, Marília Freitas de Campos Tozoni-Reis.
As concepções de homem, natureza e sociedade variam de acordo com a cultura, determinados valores e pressupostos teóricos, havendo algumas divergências noconceituamento didático. A educação ambiental baseia-se no fato de que o homem é parte da natureza como todos os outros seres vivos, portanto deveria submeter-se às mesmas leis naturais, valendo tanto para ambientes naturais como para aqueles criados pelo homem.
O sujeito natural é aquele que rejeita estar à mercê dessas leis, sendo o crescimento populacional a causa principal da crise ambiental. Odesenvolvimento sustentável seria a tentativa de equilíbrio entre a presença humana e a natureza, e a responsabilidade para com as futuras gerações. Já o sujeito cognoscente acredita que o homem deve mediar suas relações com a natureza a partir dos conhecimentos técnicos-científicos; é necessário ao desenvolvimento humano alterar a natureza por meios racionais. Esses conhecimentos nunca serão suficientes,mas já podem trazer melhorias ambientais, faltando apenas incorporá-los à sociedade para que haja uma conscientização e auto-policiamento do ser humano sobre suas atitudes (tanto no cotidiano quanto na legislação). O desenvolvimento sustentável, nestas condições, seria “produzir sem causar impacto”, conciliando vida humana e meio ambiente, sem predatoriedade por conhecer a dinâmica ecológica. Parao sujeito social, a sociedade (com toda sua bagagem cultural e histórica) deve estabelecer uma relação dialética com a natureza, pois na mesma medida em que é explorada pelo homem é também violenta, imprevisível e incontrolável; mesmo que destruída, tal destruição sempre acarreta consequências graves para a humanidade. Portanto, a relação sociedade-natureza é construída pela história e asconsequências das atitudes tomadas ao longo dela. O modelo de vida atual de consumismo e descartabilização acelerada, principal causa do agravamento dos problemas ambientais, é fruto da Revolução Industrial e da intervenção do Estado na economia (este sempre se submetendo a interesses privados e seus lucros), transformando “natureza em mercadoria”. Assim, nesses conceitos, o desenvolvimento sustentável nãopassa de uma “ideia romântica” e impraticável devido à cultura de acumulação de bens.
Os (des)caminhos do meio ambiente, Carlos Walter Porto Gonçalves.
A especificidade natural do homem é produzir cultura. Ao longo da história, os homens criaram normas, regras, não para evitar o estado natural, mas para desenvolver sua própria natureza em função dos estímulos advindos do meio ambiente e, também,das relações que os homens estabelecem entre si. O homem é um animal que vive nos mais diferentes ecossistemas, adaptando-se a eles e moldando-os a ele. Mesmo em locais com características similares, os povos que os habitam são culturalmente diferentes, devido a vários fatores; experiências trazidas de outros ecossistemas, influências sofridas em contato com outros grupos, etc. Mas o que é umasociedade natural? O fato de existirem diversos povos e culturas vindos de situações históricas singulares e irredutíveis, indica que é da própria espécie humana desenvolver várias formas de organização sociocultural e, assim, nenhum desses povos-culturas pode ser apontado como natural em relação aos outros. Deste modo, todos os povos e culturas são e não são naturais, a não ser que os queiramossubmeter a um modelo único que consideremos natural. Mas qual seria esse modelo? Essa idéia de uma sociedade natural tem uma forte conotação ecofacista. Desde os séculos XVIII e XIX, a busca na natureza pelo paradigma da sociedade está fortemente enraizada na sociedade ocidental, em certas vertentes do Iluminismo e do Racionalismo. Eles acreditavam que a lei humana deveria ser objetiva como a...
tracking img