Ebola

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2283 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Ebola
Em 1994 o Zaire teve de enfrentar um inimigo aterrorizante, responsável por centenas e centenas de mortes na região da cidade zairense de Kikwit: o Ebola. O Ebola é um vírus emergente, nome dado a vírus até então desconhecidos que atacaram e mataram no mundo todo nos últimos anos - inclusive no Brasil. A primeira aparição desse temível microorganismo foi em 1967, na cidade de Marburg,Alemanha. Cientistas que trabalhavam com macacos importados da África foram contaminados e morreram, com seus corpos sendo incinerados. O vírus apareceria mais tarde no Sudão e no vale do rio Ebola, no norte do Zaire; este último sendo a mais mortífera de todas as formas do vírus, matando em noventa por cento dos casos. Até hoje, porém, não se sabe quem ou qual é o hospedeiro do vírus e por que asepidemias provocadas por ele aparecem, desaparecendo pouco depois. A origem do vírus também é desconhecida, embora alguns virólogos acreditem que ele tenha surgido no interior de uma caverna no Quênia. Até agora sabe-se que o vírus é transmitido por fluidos corpóreos infectados, como o sangue, a saliva, a urina e as secreções nasais. A febre hemorrágica causada pelo Ebola provoca uma espécie deimplosão dos tecidos internos do doente. Os primeiros sintomas são dor de cabeça, febre e cansaço. Pouco depois a pessoa infectada passa a expelir sangue por todas as cavidades do corpo, a vomitar um líquido negro e de odor nauseabundo, começando a perder a consciência nesse estágio da doença. A partir daí tem início a destruição: os órgãos internos são praticamente liquefeitos e o paciente vomitapedaços de tecidos vitais, como os pulmões, e defeca os intestinos. Cerca de nove dias após a infecção o paciente está morto.

Ebola - um vírus realmente letal
1 -  primeira tragédia - 1976
1976, Vila de Yambuku ao norte do Zaire, hoje chamado República Democrática do Congo. Um homem voltando de uma viagem pelo país dá entrada no hospital com febre e dores de cabeça. Foi diagnosticado com malária,recebeu o remédio (quinino, que dá aquele gosto amargo da água tônica) e foi mandado para casa. Uma semana depois ele voltou para o hospital vomitando sangue e delirando em febre. Sangrou por todos os orifícios até a morte - sério mesmo, não é drama.

Em pouco tempo outros começaram a morrer no hospital. Transmitida pelos fluidos corporais e pelas mucosas, a doença fica incubada por 5 a 10 dias.Começa com dores de cabeça e musculares, aparecem diarréia, vômito negro (sangue) e sangramento generalizado, gengivas, nariz, ouvidos. Nessa hora, tudo que sai do doente está forrado de vírus, totalmente perigoso. Para piorar as coisas, as pessoas da região tinham a prática de preparar os mortos para serem enterrados retirando e lavando os órgãos internos, manualmente. Isolaram um vírus novo dosdoentes que recebeu o nome de um rio próximo, Ebola. De um total de 319 casos, 90% dos infectados morreram.

Ao mesmo tempo, num país não tão próximo surgiu outro surto de Ebola. No Sudão a situação foi menos grave, de 284 casos, 53% foram fatais. Por mais que seja uma coincidência muito grande, os dois surtos, inéditos e simultâneos, não foram causados pelo mesmo vírus. São duas linhagensdiferentes de Ebola, das 5 conhecidas atualmente [1]. [tem mais, continue lendo que vai longe]

Provavelmente, o que causou o maior número de mortes no Zaire foi a forma de contágio. Além do fato de o vírus ser mais agressivo, as condições sanitárias no hospital de Yambuku não eram das melhores. O hospital era comandado por freiras, que aplicavam injeções de antibióticos e anti-maláricos naspessoas. Geralmente com as mesmas seringas e agulhas, ao ponto de precisar amolar agulhas na pedra para poder continuar usando. Depois que as pessoas começaram a evitar o hospital e evitar o contato com os órgãos dos mortos, a epidemia foi contida.

Em 1976, muitas das técnicas de biossegurança ainda não estavam desenvolvidas. O transporte de alguns médicos e pesquisadores para a Europa, onde seriam...
tracking img