Duro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (293 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
"Boa mira, coroa!" Logo no primeiro diálogo, John McClane, o herói quase humano interpretado pela primeira vez por Bruce Willis 25 anos atrás, tem de ouvir e saber lidar como maior dos desafios: estar velho.
Diante dessa questão, "Duro de Matar - Um Bom Dia para Morrer" esboça uma despedida, contada como se fosse uma transição, por meio dadupla formada pelo veterano policial e Jack, o McClane júnior, um jovem agente da CIA metido em uma enrascada em Moscou.
Ao tentar libertar um antigo funcionário do comunismoque detém segredos ameaçadores do atual regime, Jack (Jai Courtney) é forçado a se reencontrar com o pai e a reatar os laços familiares.
A restauração da família, motivopresente desde o "Duro de Matar" original, de 1988, serve mais uma vez para moldar a dimensão humana de McClane, herói sem uniforme que nos habituamos a ver sendo agredido, ferido,sangrando e abatido.
Courtney, com sua aparência de jovem veloz e furioso, funciona como isca para quem considera Willis meio velhusco para ainda saltar de prédios e sozinhoabater helicópteros.
Seu papel, porém, não vai muito além de escada e é difícil imaginá-lo como protagonista num improvável futuro de "Duro de Matar".
O que importa defato é o impacto da pancadaria e esta tem de sobra neste quinto título da franquia.
Desde uma longa e destrutiva sequência de perseguição de carros nas ruas de Moscou logo noinício até a delirante apoteose nas dependências arruinadas de Chernobil, o filme tem farto material para atender a quem só vai ao cinema para se reabastecer de adrenalina.DURO DE MATAR - UM BOM DIA PARA MORRER
DIREÇÃO John Moore
PRODUÇÃO EUA, 2012
ONDE Anália Franco UCI, Eldorado Cinemark e circuito
CLASSIFICAÇÃO 12 anos
AVALIAÇÃO bom
tracking img