Drogas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3342 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]










































































SUMÁRIO
INTRUDUÇÃO
DESENVOLVIMENTO
CONCLUSÃO
REFERÊNCIAS






INTRODUÇÃO

O presente trabalho tem como finalidade apresentar o tema: O enfrentamento do problema do crack no contexto da saúde pública.Através de uma produção textualacerca de pesquisas de ações e políticas institucionais que são realizadas para o enfrentamento do crack no âmbito da saúde pública e por meio de entrevistas realizadas com profissionais que atendem nos serviços de saúde pública.

  O consumo e a venda irregular do crack vêm sendo nos dias de hoje um problema sério e muito complicado para a justiça e para as demais pessoas, tendo em vista osproblemas que surgem em consequência da sua venda e consumo. Com isso, cabe as sociedades unir forças para que tal problema   seja resolvido.
      O crack assim como a cocaína e outras drogas ilícitas estão presentes nas diversas classes sociais seja para àqueles que vendem ou para os consumidores e a cada dia que passa torna-se um problema mais complicado a ponto de ocasionar a morte não só dequem consome, mas também de policiais, famílias que não têm nada a ver com o universo das drogas.



DESENVOLVIMENTO


A dependência das drogas é transtorno em que predomina a heterogeneidade, já que afeta as pessoas de diferentes maneiras, por diferentes razões, em diferentes contextos e circunstancias. Muitos consumidores de drogas não compartilham da expectativa e desejo de abstinência dosprofissionais de saúde, e abandonam o serviço. Outros sequer procuram tais serviços, pois não se sentem acolhidos em suas diferenças. Assim o nível de adesão ao tratamento ou práticas preventivas e d promoção é baixo não contribuindo para inserção social e familiar do usuário.
Reconhecer o consumidor, suas características e necessidades, assim como as vias de administração de drogas, exige abusca de novas estratégias de contato e de vínculo com ele e seus familiares, para que se possa desenhar e implantar múltiplos programas de prevenção, educação, tratamento e promoção adaptados as diferentes necessidades. Para que uma política de saúde seja coerente, eficaz e afetiva deve ter em conta que as distintas estratégias sejam complementares e não concorrentes e que portanto, o retardo doconsumo de drogas, a redução dos danos associada ao consumo e a superação do consumo são elementos fundamentais para sua construção.
Nos dias contemporâneos, o Brasil assumiu o uso abusivo do crack e outras drogas como um problema grave de saúde pública , de modo a ser um desafio enfrentar este problema que só terar resultado com uma boa prevenção e tratamento, onde tendo em vista reabilitar odependente.Realizada a III Conferência Nacional de Saúde Mental (Dezembro de 2001) lançou propostas enfáticas , focando em uma execução e avaliação de uma política com uma atenção voltada a esses usuários buscando a ruptura de uma lógica que separa o problema em tratamento e ação criminosa, com objetivo a ser alcançado à abstinência e a erradicação de venda destas drogas que são totalmenteilícitas.
Na realização destes objetivos terão que ser traçados estratégias para redução de oferta e demanda, para a primeira estratégia conta-se com a ação da justiça, da segurança e defesa, já para a segunda estratégia, colocar estes dependentes em tratamento por meio de internação, com isso o afastamento destes dependentes dos agentes indultos .
Esses procedimentos se darão através de umaintervenção indicadas para usuários que necessitam de uma intervenção mais intensiva para que abandonem totalmente a dependência do Crack ou qualquer outros tipo de drogas.Tratamento estes que terão de ser oferecidos com eficácia.Alguns destes tratamentos são ambulatoriais,indicado para dependentes que conseguem ficar abstinentes e ficar ou diminuir o consumo sem necessitar de internação .Tratamento...
tracking img