Drogas e gravides na adolecencia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3074 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Gravidez na adolescência: conhecimentos e prevenção entre jovens

RESUMO
A sexualidade é considerada aspecto importante na adolescência e a gravidez aparece como problema nessa fase de vida. A presente contribuição insere-se nessa área, cujo objetivo é o de verificar o conhecimento que as jovens adolescentes têm sobre a gravidez e sua prevenção, assim como os riscos que acarreta quanto àformação acadêmica e quanto ao ajustamento pessoal. As participantes compreendem 22 adolescentes grávidas, de 14 a 16 anos. Após seu consentimento livre e esclarecido, bem como o de seus pais, respondem a um questionário específico. Os resultados mostram que as participantes da pesquisa têm conhecimento sobre prevenção da gravidez, mas não o colocam em prática. Suas fontes de informação são a escolae a família; seu comportamento sexual de risco ocorre com maior frequência após os 14 anos, e os sentimentos relacionados ao fato, para a maioria são positivos. Todas elas demonstram adequada frequência ao tratamento pré-natal.
Palavras-chave: Comportamento sexual, Adolescência, Gravidez.

1. Introdução
A experiência da sexualidade é um dos tópicos mais importantes e problemáticos daadolescência, a sexualidade é reconhecida como um comportamento de saúde psicológica que influencia pensamentos, sentimentos, ações, relações interpessoais; o sentir-se saudável física e psicologicamente. Consequentemente, é muito complexa a aprendizagem envolvendo a sexualidade, uma vez que crianças e adolescentes precisam aprender os limites da liberdade sexual, as regras sociais, a responsabilidadepessoal e social, os padrões éticos, enfim saber o como e o sobre a sexualidade. Mas parece que não se está cuidando adequadamente da questão, pois a gravidez precoce é preocupante.
As pesquisas realizadas em (2007) mostram que os adolescentes conhecem métodos contraceptivos, pelo menos a camisinha. Investigações sobre esse tema poderiam ajudar na maior compreensão dos adolescentes de modo a manipularo uso dos métodos contraceptivos com eficiência, pois conhecê-los não é suficiente, uma vez que não significa usá-los. Em (2007) em uma pesquisa adolescentes grávidas entre 13 e 19 anos, 78,7% das gestações não foram planejadas e 49%, não desejadas, no entanto 44,5% utilizaram algum método contraceptivo O resultado indicou que não é suficiente conhecer e usar tais métodos. É necessário tercondições de utilizá-los bem, impedindo que ocorra gravidez precoce e indesejada ou doença sexualmente transmissível. Portanto há muitas variáveis a levar-se em conta.
Mais recentemente os profissionais da saúde e as organizações mundiais passaram a considerar que a questão de reprodução, no que concerne à mulher, vai muito além da fertilidade e da gestação de um ser; incluem o bem-estar físico, social eambiental. Implicam, além da fertilidade e reprodução, contracepção e aborto, gravidez não planejada, morbidade e mortalidade maternas, gravidez perdida, desenvolvimento sexual saudável, doenças físicas e psicológicas diversas, diferenças de gênero frente ao fato.
Uma das contingências a considerar são as relações familiares. Vale aqui retomar que na maioria das vezes a gravidez é escondida dafamília por medo da repressão dos pais, medo da interferência social, receio de frustrar o projeto dos genitores em relação à filha. Os resultados revelaram que as famílias desejam que as adolescentes não engravidem, já que esse evento vai de encontro aos planos que os pais preveem para elas, ocasionando também forte rejeição social.
Pesquisa realizada em (2007), a gravidez na adolescência nãoconstitui fenômeno recente na história da humanidade, porém sempre tem sabor de novidade, para muitas adolescentes a gravidez significa um ganho de autonomia na passagem à vida adulta, mas gera falta de perspectiva de ascensão social e perpetuação na pobreza.
Hoje, com o avanço dos conhecimentos na área, a gravidez na adolescência é considerada de alto risco. Daí a importância do pré-natal para...
tracking img