Drogas na gravidez

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1830 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
DROGAS NA GRAVIDEZ

Poucas doenças maternas justificam o uso de remédios durante a gestação. Pode-se citar o diabete (açúcar em excesso no sangue), hipertensão (pressão alta) e a epilepsia (ataques, convulsões). A consulta médica é importante durante toda a gravidez, tanto para prevenir problemas, como para tratar as doenças já conhecida.
Por outro lado, existem drogas que são usadassocialmente ou ilegalmente, sem que a mulher saiba que está grávida ou por não saber que estas fazem muito mais mal para o bebê do que para ela própria.
A exposição da gestante a drogas de abuso tem sido motivo de preocupação mundial com relação à saúde do binômio mãe-filho. Inúmeras pesquisas, nos últimos anos, têm alertado para o aumento progressivo e alarmante no consumo de álcool, fumo, maconha eoutras drogas durante a gestação, não se observando mudanças significativas no comportamento das gestantes, tanto no Brasil como em alguns outros países.
A maioria das mulheres grávidas faz uso de algum tipo de droga (medicamento ou drogas lícitas ou ilícitas). A Organização Mundial da Saúde estimam que mais de 90% das mulheres grávidas fazem uso de medicamentos controlados ou drogas ilícitas.
Osmedicamentos e as drogas são responsáveis por 2 a 3% de todos os defeitos congênitos.

A maioria das mulheres grávidas faz uso de algum tipo de droga (medicamento ou drogas lícitas ou ilícitas). A Organização Mundial da Saúde estimam que mais de 90% das mulheres grávidas fazem uso de medicamentos controlados ou drogas ilícitas.
Os medicamentos e as drogas são responsáveis por 2 a 3% de todos osdefeitos congênitos.
Os efeitos no feto são diferentes de droga para droga. Drogas como a cocaína têm mais efeitos no aporte de sangue e nutrientes ao feto do que directamente no cérebro, outras, no entanto danificam muito gravemente o cérebro, como é o caso do álcool. A profundidade dos danos, principalmente cerebrais, vai depender também do modo como a criança é estimulada na infância, uma vezque o cérebro ainda tem grande plasticidade. No entanto, alguns danos serão irreversível.
Principais drogas
Alcool
Tabaco
Maconha
Cocaína
Crack
Heroína
Medicamento
Álcool

O uso materno de álcool durante a gestação pode causar graves lesões nos fetos, com manifestação máxima denominada síndrome fetalalcoólica. A descrição inicial desta síndrome foi feita em1973 por Jones e Smith e os achados clínicos incluem retardo de crescimento pré e pós-natal, disfunção do sistema nervoso central, anormalidades faciais e outras malformações, como alterações oculares e baixa acuidade visual. O retardo de crescimento, microcefalia persistente e as deficiências cognitivas ainda permanecem como sintomascardinais na adolescência, sendo o déficit de crescimento atribuído à alteração da secreção do hormônio de crescimento. A exata informação da quantidade de álcool ingerida é difícil de serem obtida e, provavelmente, muitas mulheres descrevem uma ingestão menor do que a real. É estimado que 30 a 50% das mulheres que utilizam álcool durante a gestação tenham filhos que apresentam alterações clínicasvariáveis durante o seu desenvolvimento.

Síndrome Alcoólica Fetal (SAF)
termo usado para descrever o dano sofrido por alguns fetos quando a mãe ingere bedidas alcoólicas durante a gravidez, foi identificada pela primeira vez por volta de 1970.
A ingestão de álcool pela mãe durante a gravidez, atinge a corrente sanguínea dela, passando, em seguida, para o feto através das trocas de nutrientes naplacenta. Não há quantidade segura de álcool que possa ser ingerido durante a gravidez. Mas a quantidade e a fase da gravidez podem aumentar o risco de surgimento da síndrome, o filho pode ser submetido a uma dose tóxica de álcool durante sua gestação. O álcool pode ocasionar defeitos que variam de leve a grave, causando gestos desajeitados, problemas de comportamento e falta de crescimento. Um dos...
tracking img