Dr3 cp1

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1147 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Direitos e Deveres Laborais

Introdução

Neste trabalho, vou abordar os direitos laborais, que são muito questionados na actualidade e onde a pártica dos mesmos raramente é aplicada devido aos interesses económicos das entidades que os deveriam praticar. Vou começar este trabalho com uma breve noticia que mostra em parte o grande descontentamento que se vive actualmente no querefere a esses direitos.
Espero realizar um bom trabalho, e de beneficiar com a minha evolução nesta área.

Noticia

Portugueses gastam mais de 270 milhões de horas em conflitos laborais.

Os conflitos laborais em Portugal custam 1000 milhões de euros por ano, segundo um estudo hoje divulgado.

Os conflitos laborais em Portugal representam por ano 270 milhões de horas detrabalho e custam 1000 milhões de euros, revela um estudo divulgado hoje por uma empresa especializada na prevenção, gestão e resolução de disputas.
"Numa semana de trabalho, um funcionário despende uma a duas horas em questões relacionadas com conflitos, quer fazendo parte dos mesmos, quer a ouvir os desabafos dos colegas", afirmou o responsável pela convergente, Fronçois Bogacz.
Aconvergente é uma empresa de consultadoria especializada na resolução de disputas inter e intra-organizacionais, que realizou um inquérito a cerca de 900 trabalhadores, com o objectivo de ''tirar a fotografia do conflito laboral'' em Portugal.
Perante uma audiência constituída maioritariamente por funcionários de topo, o responsável explicou que os conflitos "representam 270 milhões de horas detrabalho", um resultado obtido pela multiplicação do tempo médio semanal (1,5 horas) que a população activa por conta de outrem (3,9 milhões de pessoas) gasta em disputa, pelas 44 semanas laborais.
"Para chegarmos ao custo de 1000 milhões de euros de perdas, multiplicamos esse tempo total por 3,75 euros/hora, que é o valor mais perto do salario mínimo", explicou ainda Fronçois Bogacz.

PerfilProfissional

A nível profissional ainda tenho muito que aprender, dado a minha tenra idade, mas mesmo assim consigo ter características que me tornam um bom trabalhador.
Sou um trabalhador empenhado e que tenta sempre ter em conta os objectivos da empresa, pois só com este pensamento consigo também concretizar os meus objectivos. Sou assíduo, mas por vezes peco um pouco na pontualidade.Tento sempre superar os objectivos que me são traçados para poder ter segurança profissional. Tenho também uma tarefa no meu actual emprego que me obriga a ter criatividade e espirito de equipa. Considero-me um bom líder, a acima de tudo sou uma pessoa muito descontraída que tenta sempre incutir boa disposição á minha volta.
Sei que tenho muito para crescer, para dia após dia, tornar-me cadavez melhor profissional.

Importância do Código do Trabalho

É importante hoje em dia poder ter algumas bases onde nos possamos agarrar, e defender perante muitas injustiças que poderiam ocorrer se não existissem este direitos, onde visam a proteger o trabalhador. Estes direitos fizeram também com que acabasse a exploração, bem como o trabalho sem condições, onde os nossos antepassadospróximos foram obrigados a disponibilizar as suas horas para poderem ter a sua vida independente.
Este código faz com que os direitos sejam iguais para todos, onde não deve, ou pelo menos não devia, existir racismo, descriminação sexual e onde cada um pode ter a sua vida pessoal sem que possa ser prejudicado pelo seu emprego.
Por experiência própria, tive uma entidade empregadora ondenão me foi fornecido contrato, e onde exercia funções como recepcionista, sem qualquer subsídio de alimentação bem como o de natal e ferias. Trabalhava em horário nocturno, igualmente sem subsídio nocturno e fazia cerca de 60 horas por semana com folga única ao sábado. É complicado pensar em agir legalmente, quando o que podemos pensar hoje em dia é que possivelmente entra-mos com alguma coisa, e...
tracking img