Dpp descolamento de placenta previa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2253 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Revista da Associação Médica Brasileira
Print version ISSN 0104-4230
Rev. Assoc. Med. Bras. vol.52 no.3 São Paulo May/June 2006
http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302006000300008 
DIRETRIZES EM FOCO
 
Descolamento prematuro da placenta
 
 
Souza E; Camano L
Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia
 
 
Método de coleta de evidências: Foram realizadaspesquisas no Medline e Cochrane Library, utilizando os seguintes termos: placental, placentae, abruptio, abruption. Foi selecionada a melhor evidência disponível para responder a cada tópico do termo.
Graus de recomendação e força de evidência científica:
A: Estudos experimentais ou observacionais de melhor consistência.
B: Estudos experimentais ou observacionais de menor consistência.
C:Relatos de casos (estudos não controlados).
D: Opinião desprovida de avaliação crítica, baseada em consensos, estudos fisiológicos ou modelos animais.
Conflito de interesse: Nenhum conflito de interesse declarado.
Descolamento prematuro da placenta normalmente inserida (DPP) é conceituado como a separação inopinada, intempestiva e prematura da placenta implantada no corpo do útero, depois da 20ªsemana de gestação.
É clássico atribuir-lhe incidência global de 1%. Dados recentes situam-no em 6,5 para cada 1000 partos1(B).
A sua etiologia ainda não é totalmente conhecida, podendo, didaticamente, ser dividida em traumática e não-traumática. A primeira, também chamada de mecânica, pode ser classificada em interna e externa. As causas traumáticas externas possuem valor limitado naatualidade, restritas aos grandes acidentes e traumas. A prática da versão cefálica externa também pode determinar quadro de DPP por meio de trauma externo.
Entre as causas traumáticas internas, merecem destaque o cordão curto, escoamento rápido de polidrâmnio, movimentos fetais excessivos, retração uterina após o parto do primeiro gemelar, hipertonia uterina (primária ou por abuso de ocitócicos), entreoutras.
As causas não-traumáticas de DPP constituem o aspecto etiológico mais importante, com destaque para os chamados fatores predisponentes. A literatura clássica e estudos mais recentes têm enumerado os principais: hipertensão arterial2(A), condição socioeconômica3(A)4 (B), multiparidade4(B), idade materna avançada5(B), passado obstétrico ruim, relato de DPP em gestação anterior6(A)7,8(B),cesárea prévia9,10(B), restrição do crescimento intra-uterino5(B), corioamnionite5(B)11( C), gemelidade1,12(B), diabetes melito4(B), tempo prolongado de rotura de membranas5(B), tabagismo2,13(A)14,15(B)16(D), etilismo e uso de drogas ilícitas, principalmente cocaína17(B)18(A).
Estudos preliminares buscaram estabelecer novos marcadores para esta patologia obstétrica, como a trombomodulina19(C),homocisteína20(D) e achados da dopplerve locimetria da artéria uterina21(C). Não há evidências relacionando a redução de DPP à suplementação com ácido fólico22(A).
É consenso na literatura que a presença de hipertensão arterial materna constitui o principal fator do determinismo do DPP, presente em cerca de 75% dos casos.
O diagnóstico de DPP é fundamentalmente clínico, baseado nos achados doquadro clínico. Classicamente, caracteriza-se por dor localizada geralmente no fundo do útero, repentina e intensa, seguida da perda sangüínea em 80% dos casos. Ao exame físico geral, a paciente prefere o decúbito lateral homônimo ao lado da implantação placentária (sinal de Hastings de Mello e Ivan Figueiredo). Pode haver sinais de estado hipovolêmico e a pressão arterial pode até mostrar-se emníveis normais, e não elevados, em função dessas alterações.
O exame obstétrico freqüentemente detecta a hipertonia uterina e o foco comumente ausente. O exame genital pode detectar a hemorragia e bolsa das águas tensas.
Quanto à ocorrência do sangramento, cumpre ressaltar que a lesão primária é a vascular, acometendo as arteríolas espiraladas da decídua com a formação de processos ateromatosos...
tracking img