Doutourado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4148 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRIFUGAÇÃO E SECAGEM DE AÇÚCAR

SECAGEM DE AÇÚCAR

CENTRIFUGAÇÃO E SECAGEM DE AÇÚCAR

Índice

1

Introdução

2

Tipos de Secadores

3

Processo de Secagem

4

Temperaturas do Açúcar no Ensaque

5

Considerações Sobre Qualidade do Açúcar no Setor de Secagem e Armazenamento

6

Aletas em Secadores de Açúcar

7 7.1 7.2 7.3 7.4

Dimensionamento de um SecadorTambor Rotativo Balanço de Massa Balanço Entálpico Diâmetro do Secador Comprimento do Secador

1

CENTRIFUGAÇÃO E SECAGEM DE AÇÚCAR
1 Introdução

A operação de secagem de açúcar em uma usina, consiste basicamente na secagem propriamente dita, pela redução da umidade, e pelo resfriamento simultâneo, a valores que permitam sua armazenagem por períodos mais ou menos longos, sem alteraçãosignificativa de suas características.

O açúcar na descarga das centrífugas contém uma umidade de 0,3 a 2,0%, que deve ser reduzida a níveis de 0,1 a 0,4% para açúcar demerara e 0,03 a 0,05% para açúcar cristal.

A temperatura do açúcar na saída do secador deverá ser mantida preferivelmente abaixo de 40°C, para que não ocorra amarelamento e/ou empedramento durante o período de armazenagem.

2Tipos de Secadores

Os secadores mais utilizados nas usinas brasileiras são do tipo tambor rotativo e vertical de bandejas.

Outros secadores também bastante utilizados:

Roto-Louvre; Tambor rotativo tipo BSH e BMA; Leito fluidizado vibratório.

Secadores mais modernos são:

Multitambores concêntricos FCB; Leito fluidizado fixo (verdadeiro).

Tambor rotativo convencional 2 CENTRIFUGAÇÃO E SECAGEM DE AÇÚCAR

É o secador mais utilizado em nossas usinas. Tem custo de aquisição relativamente baixo e sua instalação é simples, mas sua eficiência é relativamente baixa se comparada com outros tipos de secadores.

Consiste de um cilindro rotativo, montado na horizontal ou ligeiramente inclinado (5 a 7°), provido internamente de aletas destinadas a recolher o açúcar e deixá-lo cairrepetidamente em forma de cortina. O ar para secagem/resfriamento atravessa o secador normalmente em sentido contrário ao açúcar, isto é, em contracorrente através de um exaustor.

Normalmente, a secagem e o resfriamento se processam no mesmo tambor, mas também podem ser utilizados dois tambores distintos em série.

Secador vertical de bandejas (turbo-secador) (Figuras 18 e 19)

O açúcar éalimentado pela parte superior e descarregado na primeira bandeja. A seguir, o açúcar é distribuído por raspadores, caindo em bandejas sucessivas, até sair pela parte inferior do secador.

O açúcar depositado sobre as bandejas em camadas de 25 a 35 mm, é despejado para as bandejas inferiores, após completar 1 volta, através de raspadores. A altura de queda é de 180 a 200 mm e, enquanto permanecerem repouso, o açúcar é revolvido suavemente através de niveladores tipo pente. No compartimento central estão instaladas as turbinas que proporcionam uma circulação de ar através das camadas de açúcar.

As turbinas giram em sentido contrário às bandejas. Este tipo de equipamento, devido a movimentação suave do açúcar no seu interior, evita quebra de cristais mantendo o seu brilho.

3 CENTRIFUGAÇÃO E SECAGEM DE AÇÚCAR
*Uma combinação comum é a instalação de um resfriador vertical, precedido de um secador de tambor rotativo.

Secador/resfriador Roto-Louvre (Figura 20)

Consiste de um tambor rotativo com um cilindro cônico interno provido de venezianas sobre as quais repousa o açúcar que caminha no sentido longitudinal. O equipamento pode operar como secador (com ar quente),resfriador (ar frio) ou secador/resfriador, quando é subdividido em duas zonas distintas - de secagem e de resfriamento.

A movimentação do açúcar é suave reduzindo a quebra de cristais.

Os fabricantes deste equipamento garantem uma eficiência duas a três vezes superior ao secador rotativo convencional.

Secador/resfriador a tambor rotativo - tipo BSH e BMA (Figuras 21 e 22)

É um...
tracking img