Douglas kellner

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3464 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ANDRÉ LUIZ RODRIGUES DE CAMARGO

A CULTURA DA MÍDIA: PEDAGOGIA CRÍTICA DA MÍDIA

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
ESCOLA DE COMUNICAÇÃO E ARTES
SÃO PAULO – 2012
ANDRÉ LUIZ RODRIGUES DE CAMARGO

A CULTURA DA MÍDIA: PEDAGOGIA CRÍTICA DA MÍDIA

Trabalho apresentado ao Departamento de Pós-Graduação em Ciências da comunicação da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo,formulado sob a orientação do Prof. Dr. Luiz Alberto de Farias, para a Conclusão de Curso de Relações Públicas Estratégicas: organizações, mídia e opinião pública.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
ESCOLA DE COMUNICAÇÃO E ARTES
SÃO PAULO – 2012





























“Eu vejo o futuro repetir o passado, eu vejo um museu de grandesnovidades, o tempo não para”. (Cazuza)

Sumário
1. Introdução 5
2. Fundamentação 5
2.1. O que faz a cultura da mídia? 5
2.2. Como é a cultura da mídia? 6
2.3. Pedagogia crítica da mídia 7
3. Panorama cultural 8
4. Abordagens teóricas 9
4.1. A Escola de Frankfurt 10
4.2. Os estudos britânicos 10
4.3. Estudos da cultura da mídia 11
5. Análise 11
5.1. Rambo eReagan 11
6. Conclusão 15




















Introdução

Esta pesquisa pretende buscar a análise entre as obras do cinema, séries da TV Norte-americana e suas interferências ideológicas diante do público que consome dos produtos midiáticos, à luz do livro “A Cultura da Mídia - Estudos Culturais: Identidade Política Entre o Moderno e o Pós –moderno”,lançado no ano de 2001, pela Editora EDUSC, Editora da Universidade Sagrado Coração de Jesus, com tradução de Ivone Castilho Benedetti.
Os estudos da mídia, segundo o autor Douglas Kellner, passam a ser de suma importância para entendermos todo o construto ideológico nos governos americanos belicistas, com intuito de convencer a população da importância dos conflitos e ter seu apoio em meioaos conflitos de ordem econômica, de gêneros, de raça, de etnias, sexual, de nacionalidade.
Douglas Kellner (nascido em 1943) é um teórico do início do campo da alfabetização crítica da mídia e tem sido um líder teórico da cultura da mídia em geral. Em seu trabalho recente, argumentou que cada vez mais meios de cultura tornaram-se dominados por várias formas de espetáculo emegaespectáculos. Contribuiu com importantes estudos de álter-globalização de processos e sempre se preocupou com os movimentos contra hegemônicos e de expressões culturais alternativas em nome de uma sociedade mais radicalmente democrática.
Douglas Kellner faz uma análise sobre a produção de filmes, programas de televisão, música e personalidades famosas, com a intenção de evidenciar seus efeitos e a sua natureza.Fundamentação

O que faz a cultura da mídia?

“Há uma cultura veiculada pela mídia cujas imagens, sons e espetáculos ajudam a urdir o tecido da vida cotidiana, dominando o tempo de lazer, modelando opiniões políticas e comportamentos sociais, e fornecendo material com que as pessoas forjam identidade.”

A cultura da mídia fornece o material para que as pessoas construam senso declasse, de raça, de etnia, de nacionalidade, de sexualidade, de “nós” e “eles” e se virem inseridas nas sociedades tecnocapitalistas contemporâneas, produzindo uma nova forma de cultura global. Além disso, modela a visão de mundo e os valores, define o que é considerado bom ou mau, positivo ou negativo, moral e imoral.
Quando reproduz discursos reacionários, promovendo o racismo, o preconceitode sexo, idade, classe e outros, pode constituir um entrave para a democracia, mas também pode propiciar o avanço dos interesses dos grupos oprimidos quando ataca questões como as formas de segregação racial ou sexual, ou quando, pelo menos, as enfraquecem com representações mais positivas de raça e sexo.

Como é a cultura da mídia?

Podemos dividir a cultura da mídia em Industrial –...
tracking img