Dor relacionada ao trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1096 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Dor relacionada ao Trabalho
Lesões por esforços repetitivos – LER
Distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho - DORT
Introdução
A dor relacionada ao trabalho é descrita desde a Antiguidade, na Revolução Industrial, onde existiam um desequilíbrio das tarefas realizadas no trabalho e as capacidades funcionais individuais, o que acabou tornando mais numerosos.
Com o aumento dasnecessidades, competitividade, muitas empresas não levavam em conta o limite físico e psicossocial.
Os funcionários tinham que se adequar as características da empresa, pautadas na intensificação do trabalho, o aumento real das jornadas, ocorria então alta demanda de movimentos repetitivos, ausência e impossibilidade de pausas, a permanência de horas em determinadas posições, sem contar que omobiliário não permitia conforto.
A ocorrência da LER/DORT atinge um grande número de pessoas, em diferentes países e atividades.
Em 28 de abril de 2004, o Ministério da Saúde publicou a Portaria nº 777/04, tornou pública vários agravos relacionados ao trabalho, entre eles, os casos de LER/DORT.
DOENÇA E CONDIÇÃO
As lesões por esforços repetitivos e os distúrbios relacionados ao trabalho são, pordefinição, um fenômeno relacionado ao trabalho.
Ambos são danos decorrentes da utilização excessiva, imposta ao sistema musculoesquelético, onde seus sintomas ocorrem nos membros superiores tais como: dor, sensação de peso, fadiga, queimação entre outros.
* Devemos sempre estar ligados na postura dos funcionários, afim de, manter uma atitude ativa frente as possibilidades de prevenção. Ouseja, o profissional, sempre buscar uma ação de vigilância e intervenção para evitar novos casos.
Epidemiologia
* Estudos em diversos ramos de atividades expostos a condições de trabalho que propiciam a ocorrência e/ou o agravamento de quadros relacionados a LER/DOrt.
Inflamações de ombros:
POPULAÇÃO DE TRABALHADORES |
Soldadores; |
Chapeadores; |
Trabalhadores industriaisexpostos a atividade com alta repetitividade e força; |
Trabalhadores de abatedouros; |
Trabalhadores em linha de montagem. |
Tendinite de mão/punho:
POPULAÇÃO DE TRABALHADORES |
Empacotadores; |
Enchedores de lingüiça; |
Cortadores de carne; |
Trabalhadores industriais submetidos a atividade de alta repetitividade e alta força. |
Inflamações musculoesqueléticas:
POPULAÇÃODE TRABALHADORES |
Digitadores; |
Costureiras; |
Montadores de componentes eletrônicos; |
Montadores no setor de plásticos; |
Lavanderias. |
* Estudos revelam que auxiliares de odontologia, também teriam posturas inadequadas para aplicar polimento das obturações.
* Os trabalhadores da indústria, de fábrica de congelados e do setor avícola tem maior incidência de desenvolvera síndrome de túnel de carpo.
* Outras atividades de risco foram identificadas em serviços que atendem trabalhadores do teleatendimento, caixa, digitação, escrituração, montagem de peças e componentes, confecção de calçados, costura e embalagens, telefonista, passadeiras, cortadores de cana, trabalhadores de limpeza, laboratórios entre muitos outros.
Recomendações
* Os casos de LER/DORTé multifatorial, é importante analisar os vários fatores de risco envolvidos direta ou indiretamente. Os fatores de riscos não são necessariamente as causas direta de LER/DORT, mas podem gerar respostas que produzem as lesões ou distúrbios.
FATORES DE RISCO PARA LER/DORT
* Verificar se a dimensão do posto de trabalho não causam distúrbios musculoesqueléticos, elas podem forçar o trabalhadora adotar posturas, suportar certas cargas e a se comportar de certa forma a agravar a lesão.
Exemplo: mouse curto demais, obrigando o trabalhador manter o tronco estendido para frente.
Síndrome de túnel de carpo:
* É uma doença de ocorrência bem comum, acomete mulheres de 35 a 60 anos, raramente ocorre em homens e mulheres mais jovens.
* Causas:
As causas mais comuns desta lesão...
tracking img