Dor cronica x dor aguda

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1113 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Dor Crônica
As dores agudas são de absoluta importância para sobrevivência dos seres vivos, indicando que algo vai errado, necessitando de diagnóstico causal, tratamento rápido e o mais eficiente possível. Freqüentemente é o que acontece, estando todos habituados a rápidas soluções. Já nas dores crônicas não existe qualquer finalidade biológica, sendo a dor, o sofrimento e os comportamentosrelacionados às mesmas, totalmente desnecessários e danosos para a sobrevivência.
Modificações ocorridas na matriz do sistema nervoso, em função da persistência de informações aberrantes que aí aportam, levam a expressões de genes, que conferem um perfil funcional anormal, cuja expressão é a dor. Conseqüente a tais modificações estruturais e funcionais é que ocorre uma demanda de tempo para que asintervenções terapêuticas sejam percebidas. As intervenções necessitam de alguma forma controlar ou desfazer essa sinalização anômala, para que sejam percebidos resultados de melhora pelo paciente, familiares e pelo sistema de saúde, desavisados dessas características.

DOR AGUDA
As dores crônicas podem ser entendidas como as que se mantêm após a cura da lesão inicial, ou que persistem além desemanas ou meses. Assim, mais do que um sintoma (dores agudas) são consideradas hoje mundialmente como uma doença. Na fisiopatologia das dores crônicas ocorrem mecanismos especiais, fazendo com que as drogas utilizadas, tenham efeitos analgésicos de maneira não convencional.
Essas ações têm como objetivo, corrigir mecanismos e neurotransmissores diretamente envolvidos nas descargas neuronaisanormais, buscando uma estabilização das mesmas. São usadas drogas que potenciam a noradrenalina e serotonina no sistema nervoso central, estabilizem iônicamente as membranas, como agonistas do ácido gamaminobutírico (Gaba), bloqueadores de canais de sódio, cálcio, como os antidepressivos e antiepilépticos. Várias outras drogas, que possam também interferir em outros mecanismos são usadas ou estão emestudo. Os pacientes devem ter explicações quanto à indicação das drogas chamadas analgésicas adjuvantes, pois freqüentemente ficam confusos quando das suas indicações. Em situações especiais e bem selecionadas, os analgésicos convencionais, como antiinflamatórios não hormonais e opióides (morfina e seus derivados), podem ter indicação. Atualmente bloqueios neurolíticos e cirurgias, são indicadosem somente 10 a 5% de casos específicos. Como fizemos referência na abordagem multidisciplinar, técnicas não farmacológicas ou cirúrgicas são freqüentemente empregadas, mostrando a importância dessa abordagem.
Admite-se que as dores crônicas ocorreriam com incidência semelhante em outros países, como nos números mostrados para os EUA. Seria de maior prevalência que outras doenças, como Aids,epilepsia, doença de Alzheimer, câncer entre outras, onde muitas vezes aparece também como parceira, e sem uma realidade conhecida e nem uma política de prevenção e assistência definidas.

MECANISMO ANALGÉSICO DESCENDENTE
O estudo da administração espinhal de drogas no tratamento da dor é importante por duas
razões. Primeiro,o neuroeixo é relevante na prática anestésica sendo constantementeutilizado no
per-operatório, em analgesia de parto e tratamento da dor crônica. A analgesia espinhal é a forma
mais comumente utilizada pelo anestesiologista para o tratamento da dor pós-operatória.Os estudos
mostram que apenas 33% dos protocolos de analgesia utilizam a via sistêmica para o controle
da dor 3.
Mecanismos
Existe um complexo sistema de diferentes receptores na transmissão e inibiçãoda nocicepção
a nível medular. Esses receptores incluem os receptores opióides e subtipos, receptores alfa 2
adrenérgicos, receptores muscarínicos da acetilcolina, receptores agonistas do ácido gama- amino
butírico (GABA), e receptores N-metil-D-aspartato (NMDA). Os neuropeptídeos substancia P esomatostatina funcionam como ativadores e inibidores da nocicepção, respectivamente, enquanto
os...
tracking img