Dom dinis e a fin amours

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (526 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO
CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E NATURAIS
DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS E LETRAS









GUTEMBERG DE SOUZA













DOM DINIS E SEUCONHECIMENTO DA POESIA “FIN’ AMORS”



















VITÓRIA
2012

GUTEMBERG DE SOUZA















DOM DINIS E SEU CONHECIMENTO DA POESIA “FIN’ AMORS”Trabalho apresentado ao Curso de Licenciatura Dupla em Língua Portuguesa e Língua Francesa do Departamento de Línguas e Letras do Centro de Ciências Humanas eNaturais da Universidade Federal do Espírito Santo, como requisito parcial para aprovação na disciplina Literatura Portuguesa 1: da era trovadoresca ao Maneirismo.Orientador: Prof. Dr. Paulo Roberto Sodré









VITÓRIA
2012

DOM DINIS E SEU CONHECIMENTO DA POESIA “FIN’ AMORS”













A poesia de fin’amors, com todo seu idealmoral, ético e pedagógico, tinha na exaltação à senhora o seu meio para alcançar os fins desejados, a educação dos jovens (Duby, 1989: 119-132; 1990: 41-44;66-86) Entretanto, tal dama era cantada pelotrovador provençal “quand’a frol sazom há” (DIAS, 1998:105), e é a respeito dessa maneira de se fazer poesia que D. Dinis afirma ter conhecimento.
Ao fazer a cantiga “Quer’eu em maneira deproençal”,
Dom Dinis se mostra conhecedor das leis da fin’amors que, além de impor regras de conduta baseadas na courtoisie e na mesura, tinha outros objetivos como louvar a amada e exaltar o amor sentido(DIAS, 1998:102) Os versos elogiam a dama de forma cavalheiresca e cortês, à maneira provençal, como por exemplo em,
“Tanto fez Deus comprida de bem / Que mais que todas las do mundo Val”, e ainda, “Edesi nom lhi fez pouco de bem / Quando nom quis que lh’outra foss’igual.” (DINIS, 2009, p. 67).

Vemos nesses trechos a supervaloração da mulher amada e sua incomparável beleza física e moral,...
tracking img