Doenças sexualmente transmissiveis

Páginas: 16 (3901 palavras) Publicado: 6 de outubro de 2011
Doenças Sexualmente Transmissíveis
 
INTRODUÇÃO
   As doenças sexualmente transmissíveis, ou doenças venéreas, são infecções que afetam, principalmente os órgãos sexuais e é geralmente transmitida através do intercurso sexual, ou seja, o ato em que o pênis fica ereto e é introduzido na vagina.
   Em anos recentes as moléstias venéreas (algumas vezes chamadas apenas de D.V.) têm-se tornado umproblema cada vez maior para as pessoas. As duas doenças venéreas mais comuns são a sífilis e a gonorréia. Essas doenças podem ser muito graves se não forem tratadas. Feridas abertas, dores e até a morte podem ocorrer. Todavia, com os medicamentos apropriados elas podem ser curadas. Mais atualmente, outra doença ficou muito conhecida: a AIDS. O modo de contágio não é somente pelo intercursosexual, mas também pelo sangue contaminado. Essa também é uma doença sexualmente transmissível, mas não ataca os órgãos sexuais, e sim todo o organismo. Essa, todavia, ainda não tem cura.
   As doenças venéreas dividem-se em dois grupos: as que provocam um lesão genital primária - como uma ferida - e as que causam um infecção purulenta na uretra, na vagina, ou no colo do útero. O primeiro grupocompreende doenças como a sífilis, o cancro mole, o linfo-granuloma venéreo e o granuloma inguinal. No segundo, enquadram-se a gonorréia e as uretrites, as vaginites e as inflamações do colo do útero atribuíveis ao contato sexual.
   Abordarei nesse trabalho as principais doenças venéreas, como a gonorréia, sífilis e AIDS. Abordarei também doenças não muitos conhecidas como o cancro e uretrite.
 Gonorréia
   A gonorréia, também chamada de blenorragia, é uma doença venérea causada por bactéria (gonococos). Ela é acompanhada tipicamente por forte supuração proveniente das membranas mucosas infectadas. As bactérias excretam toxinas que podem levar ao aparecimento de manifestações em órgãos distantes. A infecção é mais freqüentemente transmitida através da relação sexual.
   A moléstia temdesenvolvimento distintos em mulheres e homens. Nestes, 3 ou 4 dias após o contágio instala-se uma inflamação na uretra que leva à descarga de pus na urina; a micção é acompanhada geralmente - mas não necessariamente - por dor aguda como de queimadura.
   Se o prepúcio do paciente for suficientemente estreito, as bactérias podem permanecer por algum tempo - 10 ou 14 dias - entre este e a glande dopênis antes de penetrar na uretra. No início da infecção somente a porção anterior da uretra é afetada. Se não houver, porém, tratamento após algumas semanas, a supuração pode diminuir, até que subsista somente uma "gota matinal" ou apenas as bordas da uretra se tornem "grudentas".
   Quando as manifestações diminuem de intensidade os pacientes podem ter a impressão de estar espontaneamente curados,o que na verdade não se dá. Os gonococos permanecem nas muitas dobras da membrana mucosa - da uretra, por exemplo -, podendo realizar um novo ataque quando, em virtude de alguma outra infecção em qualquer local do organismo, a resistência diminui. Em muitos casos, entretanto, a infecção não pára na parte anterior da uretra, espalhando-se até alcançara próstata, os testículos funículo, o escroto ea bexiga, chegando a pélvis renal. Quando os ductos espermáticos são atingidos, podem sofrer uma constrição, que sendo bilateral, resultará em infertilidade. Além disso, a infecção gonorréia prolongada pode levar à constrição da parte frontal da uretra, o que torna necessário um longo e doloroso tratamento. A disseminação da infecção pode afetar as articulações, mais freqüentemente a do joelho,causando uma artrite dolorosa.
   Além das membranas mucosas genitais, outros locais podem ser bons meios de cultura para o crescimento dos gonococos. Se, por exemplo, eles são transferidos para os olhos através de mãos contaminadas, podem causar uma forma grave de conjuntivite que costuma espalhar-se pela córnea e causar graves perturbações à visão. Também através da cópula anal a membrana...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Doenças sexualmente transmissiveis
  • Doenças sexualmente transmissíveis
  • DST- Doenças Sexualmente Transmissiveis
  • Doenças sexualmente transmissiveis
  • Doenças Sexualmente Transmissível
  • doenças sexualmente transmissíveis
  • DST
  • Doenças Sexualmente Transmissíveis

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!