Documentos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6355 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
XXVIII ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
A integração de cadeias produtivas com a abordagem da manufatura sustentável.
Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 13 a 16 de outubro de 2008

APLICAÇÃO DO JUST IN TIME À UMA INDÚSTRIA DE CONFECÇÃO: ESTUDO DE CASO NUMA ORGANIZAÇÃO NORTE-RIOGRANDENSE
Lorena de Pinho Pessoa Santiago (UFPB) lorena_pessoa@yahoo.com.br Nivea Marcela Marques NascimentoMacedo (UFPB) niveamarcela@ig.com.br Antônio de Mello Villar (UFPB) avillar@producao.ct.ufpb.br

O presente artigo tem por objetivo promover uma análise da aplicação dos princípios da filosofia Just in Time numa indústria de confecção no estado do Rio Grande do Norte. Observa-se que o setor têxtil e de confecção mostra-se como um segmeento em ascensão, dada a previsão de crescimento para o setor em2008. A competitividade e a busca por meios de produção menos onerosos e mais adequados ao mercado fazem com que as empresas preocupem-se em melhorar seus sistemas produtivos e desempenho organizacional a cada momento. Procurou-se mostrar as características principais de cada princípio para posteriormente analisar-se o quão de acordo mostra-se a empresa aos mesmos, evidenciando seus aspectosvantajosos e/ou desvantajosos. A metodologia tratou-se de visitas técnicas à empresa, diálogos informais e observação de campo. Conclui-se que a referida organização mostrou-se adepta parcialmente e totalmente a apenas alguns dos princípios Just in Time. Palavras-chaves: Just in Time, Produção Puxada, Gestão da Produção, PCP, Indústria de Confecção

XXVIII ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DEPRODUÇÃO
A integração de cadeias produtivas com a abordagem da manufatura sustentável.
Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 13 a 16 de outubro de 2008

1. Introdução O objetivo deste artigo é, através de um estudo de caso, analisar a gestão da produção puxada numa indústria de confecção, corroborando suas vantagens ou desvantagens para este setor, fazendo uso para isso, da análise dos conceitos de JIT eprodução puxada. Mas o que é produção puxada? Esta noção pode melhor ser caracterizada como um sistema de medidas e métodos que, quando trabalhados todos juntos têm o potencial para provocar uma rapidez e diminuição de recursos e então um estado particularmente competitivo na organização, não só no processo de fabricação, divisão, mas ao longo da companhia inteira. (WARNECKE, 2005) Já o JIT, uma filosofiade origem japonesa datada da década de 50 cujos princípios são: Produção puxada e controle Kanban; Redução do inventário; Redução de setups; Qualidade na fonte (Jidoka); Relacionamento com fornecedores; Trabalho em equipe e participação; e Melhoria contínua (BRUUN, MEFFORD, 2004) e que possibilita, dentre outros, contribuir substancialmente para o desempenho operacional da organização (SHAH, WARD,2003), vem se popularizando cada vez mais no mundo ocidental, inclusive no Brasil. Dentre outros setores da economia brasileira, essa popularização acompanhada do uso efetivo da abordagem Just in Time vem se dando em indústrias do setor têxtil e de confecção, objetivo de trabalho deste artigo. Na empresa, alvo deste estudo de caso, foi possível observar a existência de dois tipos de controle daprodução: o empurrado, focado para o abastecimento geral do mercado; e o puxado, focado para o abastecimento de pedidos de lojas clientes. Este artigo se voltará à análise da produção que abastece as lojas clientes, ou seja, à parte do processo produtivo que se dá de maneira puxada. 2. Revisão da Literatura 2.1 Produção Puxada e Controle Kanban Para Bruun et. al (2003), o conceito de produçãopuxada, que é derivado do Just in Time, sistema de produção desenvolvido por Taichi Ohno na Toyota Motor Company, tem se disseminado por empresas dos mais variados segmentos em todo mundo sob diferentes nomes: Lean Production, Lean Manufacturing, Just-in-Time, Produção Enxuta, Manufatura Enxuta, etc. E caracteriza-se pelo controle do estoque intermediário (work-in-process - WIP) em uma célula ou...
tracking img