Documentário babies

Relatório apresentado ao Curso de Psicologia – UNIC
Como critério de avaliação parcial da disciplina Psicologia Social I.
Orientação: Profª. Suelem Amorim RochaAcadêmica: Hayane Caroline Silva Branco

Indivíduo, Cultura e Sociedade

O documentário Babies de Thomas Balmes retrata o Indivíduo dentro de sua Culturae Sociedade, entre as quatro crianças de diferentes países (Namíbia, Mongólia, Japão e Estados Unidos). Mostrando o cotidiano de aspectos culturais que influenciamna criação de crianças, do nascimento aos primeiros passos.
As situações em que assistimos durante o documentário, mostra a diversidade de condições em que osseres humanos podem se criar e viver, sem deixar de constituírem como criaturas da mesma espécie. Podemos ver que o bebê namibiano é permitido gatinhar na terra ebrincar com ossos de animais, a menina norte-americana é cercada de cuidadosa obsessão com higiene esterilizada. O menino mongólico está o tempo todo rodeado deanimais domésticos e em constante contato com bois, gatos, cabras, enquanto o cenário em que vive a japonesinha é completamente urbano.
As diversidades também seencontram nas técnicas em que as mães e pais lidam com os mesmos problemas. A mãe namibiana limpa os olhos de seu bebê com a língua, enquanto a mãe mongólica lavaos do seu com leite do próprio seio.
Diante do cenário em que vive os bebês entre os ambientes urbano e rural, implica em uma socialização diferente, pois nacidade o contato familiar se restringe ao convívio com os pais, já na área rural, as crianças tem relação mais próxima com a família (irmãos, primos, tios, avós).