Do trovadorismo ao modernismo em portugal e no brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4278 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Escolas Literárias – Europa/ Portugal
_______________________________________________

1189 - Trovadorismo

Características gerais:
Trovadorismo corresponde à primeira fase da história portuguesa ao período da formação de Portugal como reino independente. É o período literário que reúne basicamente os poemas feitos pelos trovadores para serem cantados em feiras, festas e nos castelosdurante os últimos séculos da Idade Média, subdivide-se em três categorias:
Cantigas de Maldizer: através delas, os trovadores faziam sátiras diretas, chegando muitas vezes a agressões verbais. Em algumas situações eram utilizados palavrões. O nome da pessoa satirizada podia aparecer explicitamente na cantiga ou não.
Cantigas de Escárnio: nestas cantigas o nome da pessoa satirizada não aparecia.As sátiras eram feitas de forma indireta, utilizando-se de duplos sentidos.
Cantigas de Amor: neste tipo de cantiga o trovador destaca todas as qualidades da mulher amada, colocando-se numa posição inferior (de vassalo) a ela. O tema mais comum é o amor não correspondido. As cantigas de amor reproduzem o sistema hierárquico na época do feudalismo, pois o trovador passa a ser o vassalo da amada(suserana) e espera receber um benefício em troca de seus “serviços” (as trovas, o amor dispensado, sofrimento pelo amor não correspondido).
Cantigas de Amigo: enquanto nas Cantigas de Amor o eu-lírico é um homem, nas de Amigo é uma mulher (embora os escritores fossem homens). A palavra amigo nestas cantigas tem o significado de namorado. O tema principal é a lamentação da mulher pela falta doamado. 

Principais trovadores:
D. Dinis (1261-1325) – Rei trovador
Paio Soares de Taveirós: Autor da Cantiga da Ribeirinha
Martin Codax
D. Afonso X – rei Leão e Castela
D. Duarte
João Garcia de Guilhade
Aires Nunes
Meendinho

Principais obras:
1189/1198 – A Ribeirinha
 As cantigas eram manuscritas e reunidas em livros, conhecidos como Cancioneiros.
São eles: “Cancioneiro daBiblioteca”, “Cancioneiro da Ajuda” e “Cancioneiro da Vaticana”.

Principais fatos históricos:
1095 - O rei Afonso VI, de Leão e Castela, concede o condado Portucalense a seu genro Henrique de Borgonha
1109-1385 - Dinastia de Borgonha. Declínio do Feudalismo
1139 - D. Afonso Henriques, filho e sucessor de Henrique de Borgonha, após vencer os mouros em batalha declara a independência de Castela (tratadode Zamora).
1143 - Reconhecimento da independência de Castela (tratado de Zamora )
1385 - Fim da Dinastia de Borgonha. Revolução de Avis; D. João I é aclamado rei de Portugal; início da dinastia de Avis.

1418 – Humanismo

Características gerais:
Uso da razão, do método científico e da evidência factual em lugar de fé ou de misticismo, na busca de soluções e respostas para as questõeshumanas mais importantes; Certeza de que dogmas, ideologias e tradições religiosas, políticas ou sociais devem ser avaliados e testados em vez de simplesmente aceitos por uma questão de fé; Busca da satisfação, do desenvolvimento e da criatividade, tanto para o indivíduo quanto para a humanidade em geral; Preocupação com a vida presente e compromisso de dotá-la de sentido através de um melhorconhecimento de nós mesmos, de nossa história, das nossas conquistas intelectuais e artísticas e das perspectivas daqueles que diferem de nós; Busca por princípios viáveis de conduta ética (tanto individuais quanto sociais e políticos), julgando-os por sua capacidade de melhorar o bem-estar humano e a responsabilidade individual. Busca constante pela verdade objetiva, levando em consideração que nossapercepção dessa verdade é imperfeita e que ela pode ser alterada por novos conhecimentos e experiências.
- No teatro: em poesia, o humanismo versa sobre assuntos profanos ou religiosos; carpintaria teatral rudimentar; ausência de regras; sem unidade de ação, tempo e espaço. Aspectos críticos de uma sociedade em transição.

Principais autores:
Francisco Petrarca (1304 - 1374) - "Pai do...
tracking img