Diversidade sexual na sala de aula: relação professor e aluno

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 40 (9976 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE ANHANGUERA DE RONDONÓPOLIS

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM DIDÁTICA E METODOLOGIA DO ENSINO SUPERIOR

MARCOS ANTONIO REIS

DIVERSIDADE SEXUAL DENTRO DA SALA DE AULA: UM ESTUDO DA RELAÇÃO PROFESSOR – ALUNO

RONDONÓPOLIS – MT 2010

MARCOS ANTONIO REIS

DIVERSIDADE SEXUAL DENTRO DA SALA DE AULA: UM ESTUDO DA RELAÇÃO PROFESSOR – ALUNO

Projeto

apres entado

comoexigência do Curso de PósGraduaç ão Lat o Sensu em Didática e Metodologia do Ensino Superior da Faculdade Anhanguera – Rondonópolis, Mato Grosso. Orientador: Profª. Ma. Teresinha de Almeida. Erli

RONDONÓPOLIS – MT 2010

DIVERSIDADE SEXUAL DENTRO DA SALA DE AULA: UM ESTUDO DA RELAÇÃO PROFESSOR – ALUNO

MARCOS ANTONIO REIS

RESUMO
Esta proposta de pesquisa tem como objetivo analisar osdiscursos de adolescentes e professores/as referentes às questões de sexualidade, em especial, à homossexualidade, problematizando a diversidade sexual existente. A sexualidade, na maioria das vezes, é vista somente como discurso biológico, porém mais do que uma questão pessoal, é também é uma questão social e política. Ela é aprendida e construída ao longo de toda a nossa vida, de vários modos epor diversos sujeitos. Devido à centralidade que a temática sexualidade tem assumido em diversas instâncias sociais e campos de saber, torna-se importante discutir esse assunto na escola, uma vez que essa instância não apenas reflete o entendimento de sexualidade e de gênero que permeiam a sociedade, como também é ela que produz esse entendimento, ou seja, a escola fabrica sujeitos e produzidentidades de gênero. É válido repensar que os sujeitos são constituídos por múltiplas identidades – classe, raça, gênero, sexual, geracional – e que essas se inter-relacionam posicionando-os nos diversos contextos sócio-culturais. Considerando que a homossexualidade é uma entre as possíveis identidades sexuais, mas que a identidade entendida como normal em nossa sociedade é a heterossexualidade,torna-se importante discutir a construção histórica dessa, especialmente no espaço da escola, onde é possível a discussão das identidades sexuais, valorizando a igualdade entre os gêneros e promovendo o respeito e o reconhecimento da diversidade sexual, contribuindo, assim, para a minimização da homofobia dentro do âmbito escolar. Para a realização dessa pesquisa analisarei entrevistarei professores/as,alunos/as e coordenação pedagógica das escolas de ensino médio do Município de Coxim-MS. No entanto, cabe destacarmos a relevância de discutir a construção histórica das identidades sexuais de forma a não continuar reforçando a heterossexualidade co mo a identidade sexual padronizada pela sociedade. É preciso haver, principalmente dentro da escola, o reconhecimento da pluralidade sexual e apromoção de uma cultura de respeito à LGBT‟s ( lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros, travestis e transexuais).

PALAVRAS-CHAVE: homossexualidade, escola, homofobia.

INTRODUÇÃO A sexualidade, muitas vezes, é vista somente como referência ao ato sexual, porém além do ato sexual, ela inclui sentimentos, desejos, interpretações, comportamentos, linguagens, crenças, identidades. Ela é umaconstrução social, histórica e cultural. É um tema que ainda gera muita polêmica quando discutido na sala de aula. Alguns pais, familiares e especialmente professores/as temem em falar em sexualidade e afirmam que se tocarem no assunto poderá alertar os alunos ao exercício da atividade sexual. Além disso, quando mencionado na sala de aula, o tema em questão, muitas vezes, é discutido somente dentro dodiscurso biológico, ou seja, discute-se a sexualidade voltada somente aos sistemas reprodutores masculinos e femininos (RIBEIRO, 2007), ou seja, quando trabalhadas as questões de sexualidade nas salas de aula, muitas vezes “a escola ignora a subjetividade humana e a conduz pela cientificidade biológica com ênfase na reprodução humana” (CAETANO, 2006, p. 101). Neste estudo, entendemos a sexualidade...
tracking img