Diversidade de grilos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1130 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
“REFLORESTAMENTO”? DIVERSIDADE DE GRILOS (ORTHOPTERA: GRYLLOIDEA) EM ECÓTONE DE PLANTAÇÃO DE EUCALITPUS COM MATA NATIVA.
Marcelo Ribeiro Pereira1,2, Luiz G. S. Soares1, Sabrina S.P.Almeida1, Carlos Frankl Sperber1 & Júlio N. C Louzada3
Laboratório de Orthopterologia - DBG - UFV; PPG- Entomologia - DBA - UFV; 3Laboratório de Ecologia - DB – UFLA.
1 2

INTRODUÇÃO
No Brasil, as espécies dogênero Eucalyptus ocupam uma área plantada de cerca de 2.9 milhões ha, e sua introdução em maior escala surgiu com a Lei dos Incentivos Fiscais, em 1965 (STCP/ INDUFOR, 1998), objetivando-se principalmente a obtenção de madeira para a produção de celulose e carvão. Embora haja o argumento de que o plantio de Eucalyptus seja um “reflorestamento”, e assim uma forma de recuperação de áreas degradadas, adiversidade de insetos nestas plantações é inferior à vegetação nativa (Zanúncio et al. 1998), uma vez que está diretamente relacionada com a diversidade de plantas (Andow 1991). Além da baixa diversidade vegetal, plantações de Eucalyptus tornam o ambiente mais homogêneo, o que pode reduzir ainda mais a diversidade de insetos. Por outro lado, ao se implantar um cultivo dentro de um hábitat nativo,pode-se estar aumentando a diversidade de hábitats, particularmente na região de ecótone, entre a plantação e o hábitat nativo. No ecótone poderia haver uma maior diversidade do que no interior de cada um dos hábitats adjacentes, pela sobreposição de faunas específicas (Fagan et al. 1999). Dentre os ortópteros que habitam a serapilheira das florestas, os grilos são os mais comumente encontrados;apresentando uma grande diversidade em regiões neotropicais (Desutter, 1990). Neste trabalho testamos utilizamos estes insetos para testar as hipóteses de que: (i) a diversidade de grilos é maior na área de mata nativa que na área de plantação de eucalipto; (ii) com o aumento da distância em relação à borda há uma diminuição na diversidade de grilos, e (iii) a diversidade de grilos é afetada poruma interação entre o tipo de vegetação (nativa ou eucalipto) e a distância em relação à borda.

MATERIAL E MÉTODOS
Foram amostrados 6 fragmentos perturbados de Mata Atlântica contíguos a 6 talhões de Eucaliptus grandis, no município de Guanhães, MG, região do Alto e Médio Rio Doce (18º38’S, 42º58’W). Foram feitos 6 transectos, perpendiculares à borda entre os talhões de Eucalyptus e o hábitatflorestal nativo. Cada transecto foi dividido em duas partes, partindo de um ponto na “borda” (zero metros), em direção ao interior do respectivo hábitat, amostrando-se nas distâncias 0 (zero) metros, 4m, 8m, 16m, 32m, 64m, 128m e 256m. Em cada ponto foi colocada uma armadilha enterrada (pitfall), de 10 cm de profundidade e 10 cm de diâmetro, contendo solução de água com sal (até o ponto saturação)e detergente. O tempo de exposição das armadilhas em campo foi de 48 horas. Todos os grilos (Orthoptera: Grylloidea) foram identificados a nível de gênero e morfoespeciados para então serem depositados na coleção de Orthoptera do Laboratório de Orthopterologia da Universidade Federal de Viçosa. Para a análise dos dados foi ajustado um modelo linear misto, análogo à análise de covariância(ANCOVA), onde o transecto foi tratado como efeito aleatório (n=6). O uso de modelos com efeito misto permitiu-nos testar o efeito da distância em relação à borda, sem a ocorrência de erro por pseudorepetição. Nós consideramos as variáveis “distância” e “tipo de vegetação” (fitofisionomia), ambas categóricas, como efeitos fixos. As variáveis resposta foram a riqueza de espécies e a abundância, amboslogaritmizados devido a distribuição não-normal. Os modelos máximos foram simplificados removendo os termos não significativos, para então chegarmos aos modelos mínimos adequados. Todas as análises foram feitas utilizando o pacote estatístico R (R Development Core Team, 2005).

Anais do VIII Congresso de Ecologia do Brasil, 23 a 28 de Setembro de 2007, Caxambu - MG

1

RESULTADOS E DISCUSSÃO...
tracking img