Diversidade cultural

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2815 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de dezembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
1 INTRODUÇÃO

esquecem os traços da sua cultura de origem e, simultaneamente, adquirem os da cultura dominante.
Tem como base uma perspectiva ideológica que considera umas culturas superiores às outras e supõe um papel passivo das culturas mais fracas: muitas vezes, ao grupo mais fraco exige-se mesmo que adapte os traços do grupo dominante. Neste caso, uma das culturas elimina efetivamente aoutra (ajustamento por eliminação). Na prática, no entanto, verifica-se que só alguns aspectos da cultura subordinada são eliminados em favor da cultura dominante.
Em termos de comunidades migrantes, culturalmente diferentes e minoritárias, portanto mais fracas, a forma de reação a esta situação parece depender de duas condições: primeiro, que haja uma opção clara e vigorosa dos indivíduoscandidatos à integração, de se inserirem na sociedade de acolhimento; segundo, que haja uma opção coletiva suficientemente clara e explícita da sociedade de acolhimento para reconhecer a identidade cultural própria e um estatuto de igualdade aos novos integrados.
Nenhuma perspectiva de segregação ou "apartheid" cultural, predomina a representação de que cada conjunto cultural se deve desenvolverseparadamente e de uma forma paralela, de acordo com as suas características próprias. Os grupos culturais coexistem num mesmo espaço mas com um mínimo de contatos entre si. Dado que cada grupo retém substancialmente a sua identidade cultural original e se desenvolve paralelamente com as restantes culturas é também designada de acomodação paralela. Este tipo de ajustamento é ilustrado, por exemplo, como caso de um país que adapta nas suas escolas duas línguas de instrução, sendo cada uma delas a língua materna de um segmento significativo da população, sem que nenhuma das línguas ou dos grupos étnicos seja dominante. Para Freitas (2011), uma forma menos dramática de ajustamento é a dominação. Neste caso, uma das culturas ensombra a outra, enquanto ambas se desenvolvem numa espécie de acomodaçãoparalela embora irregular e mesmo desigual.
Numa perspectiva de mestiçagem cultural, prevalece a representação de que as culturas em contato acabam por se misturar para atingirem uma síntese nova em que aparecem traços culturais inéditos. Para Lopes (1999) pode falar-se de integração quando as duas culturas se fundem e formam uma nova cultura, que combina as características de ambas. No entanto,como o próprio autor chama a atenção, o que é mais frequente é o surgimento de uma espécie de "amálgama cultural" composta de uma dose muito maior de traços de uma das culturas em presença.
Finalmente, numa perspectiva de integração pluralista, é defendida a idéia da possibilidade de coexistência de grupos culturais minoritários no seio de um grupo cultural dominante. Trata-se, na opinião deSilva (1999) de um conceito de integração que "remete por um lado para a idéia de interdependência entre cultura dominante e culturas minoritárias e, por outro lado, para uma idéia de reparação, de recriação e de renovação... do sentido e da coerência de uma globalidade” (SILVA, 1999, p.64).

2 EDUCAÇÃO, DIVERSIDADE E PESQUISA: PROCESSO DE CONSTRUÇÃO SOCIAL DOS SUJEITOS E A COMPREENSÃO DAMULTICULTURALIDADE NA ESCOLA

De acordo com Michaliszyn (2011), os diferentes tipos de ajustamento estão geralmente ligados ao período histórico em que são observados e têm frequentemente, um caráter transitório. Podem observar-se, muitas vezes, movimentos no sentido de um tipo diferente de ajustamento, ou mesmo a coexistência temporária de formas variadas.
Independentemente das formas que pode assumira relação entre duas culturas, a decisão sobre se um elemento cultural exterior é ou não adaptado e o grau de generalização dessa adaptação, pode ser influenciada por diferentes fatores. Por exemplo, o poder que os "introdutores" de um determinado elemento têm para conseguir que as pessoas o aceitem e renunciem às formas tradicionais que se pretendem substituir; o grau com que o novo elemento...
tracking img